Maicon revela que recusou salário dobrado para seguir carreira no São Paulo

maicon017

Maicon foi titular nos últimos três jogos, mas poderia nem estar mais no São Paulo. O meia recebeu uma proposta vantajosa do Bologna (ITA) e, diferentemente de muitos, não colocou o lado financeiro como prioridade para seguir os rumos da carreira.

Apesar de poder jogar na Europa e ganhar o dobro do salário que recebe hoje no Tricolor, o camisa 18 disse não. Ficou porque não via este como o melhor momento para chegar na Itália e porque acredita que ainda pode ter muito sucesso com a camisa do São Paulo:

– Teve a proposta de jogar o campeonato lá e isso sempre é bom. Mas desde o início falei que queria permanecer. Lá vai entrar em reta final e o clima é de inverno agora.

– Aqui no São Paulo ainda espero crescer muito. Conheço bem a cidade e estou perto da família no Rio de Janeiro. Às vezes a questão financeira é boa, mas não pode definir o que quer para sua carreira. Tem de valorizar muito o clube e sempre procuro dar meu melhor aqui. Têm críticas e elogios sempre. Tem de absorver e saber o que tirar das críticas. Os elogios você deixa passar, faz parte do futebol. Na quarta você é herói e no domingo é vilão. Não quero nunca ser vilão, quero ajudar sempre o São Paulo – declarou ao LANCE!Net.

O curioso é que logo após rejeitar a proposta italiana, Maicon perdeu o espaço na equipe titular. Ele não desanimou, voltou ao time pouco depois e convenceu Muricy Ramalho. O treinador tem gostado e feito elogios à dupla formada pelo meia e por Souza.

Com contrato até o fim de 2016, o jogador de 28 anos tem uma longa jornada a percorrer no São Paulo. Por enquanto, conquistou a Copa Sul-Americana de 2012.

Na vitória sobre o XV de Piracicaba foi dele o passe que achou Ganso livre no meio, com espaço para pensar e dar a assistência para Luis Fabiano.

Os passes precisos fazem com que ele se mantenha entre os titulares e chame a atenção de outros clubes. Mas Maicon já provou que não sai por qualquer proposta.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*