Lesionado, mas com mercado, Jadson pode não jogar mais pelo São Paulo

Camisa 10 e um dos principais jogadores do time desde que foi contratado, no início do ano passado, Jadson pode não vestir mais a camisa do São Paulo. O meia está em tratamento médico devido a uma contratura muscular na coxa direita e o mais provável é que só volte a jogar em 2014. Se a previsão se confirmar, a chance de o retorno ser longe do Morumbi é grande.

Três fatores colidem para uma possível saída do clube. A situação no time (é reserva e está longe de ser unanimidade na comissão técnica); a percepção da diretoria (com o alto custo do jogador, veem nele uma boa oportunidade para reforçar o elenco para o ano que vem); e a valorização que o jogador tem no mercado.

Nos últimos tempos, o meia tem colecionado sondagens. Santos, Grêmio e Atlético-PR, no Brasil, já demonstram interesse. Campeão da Copa das Confederações com a Seleção Brasileira, Jadson também tem mercado fora do país e este é o destino mais provável caso haja acordo para a saída. A razão é simples.

Os próprios representantes de Jadson admitem que dificilmente um clube nacional terá condições de chegar aos valores do negócio a não ser cedendo jogadores importantes em troca. Para tirá-lo do Shakhtar Donetsk (UCR), o Tricolor pagou 4 milhões de euros (R$ 9 milhões, na época) e cedeu 30% dos direitos econômicos do volante Wellington. E já deixou de lucrar mais com ele.

Em agosto deste ano, o Tricolor recebeu uma oferta de um clube árabe com valores superiores ao que pagou. No entanto, a equipe estava afundada na zona do rebaixamento no Brasileirão e Jadson era uma das esperanças de reação. A diretoria decidiu recusar a oferta. O camisa 10 também não se empolgou para sair. Situação diferente de agora.

– Ele já ficou para ajudar, é bom deixar claro. Mas está lesionado, é reserva. Jadson participou das duas últimas competições que a Seleção disputou. Ele quer jogar, foi assim por onde passou – afirma Bruno Paiva, representante do meia tricolor.

Com futuro indefinido, o meia pode ter feito sua última partida pelo São Paulo no domingo passado. Ele jogou os 90 minutos na derrota de 2 a 1 para o Fluminense, no Maracanã. No jogo seguinte, Ganso, seu concorrente, fez um golaço.

O São Paulo ainda tem mais três jogos pelo Brasileiro (Botafogo, Criciúma e Coritiba) e na quarta-feira decide vaga na final da Sul-Americana, contra a Ponte Preta.

VOLTA COGITADA EM POSSÍVEL FINAL

O departamento médico do São Paulo está convicto de que não há necessidade de forçar o retorno de Jadson para este ano. A não ser em caso de uma partida decisiva, que viria com a improvável classificação para a final da Copa Sul-Americana, marcada para os dias 4 e 11 de dezembro. No primeiro jogo da semifinal, o Tricolor perdeu de 3 a 1 para a Ponte Preta, no Morumbi.

Jadson sofreu uma contratura no músculo adutor da coxa direita, um problema sintomático. Ou seja, ele consegue apontar onde está sentindo dor. Neste caso, os médicos dependem mais das reações do jogador para tomarem decisão. Jadson não vai forçar a volta, mas vem trabalhando em ritmo intenso para se recuperar e poderia avançar o estágio para jogar a decisão.

Ele começou a apontar dores na última segunda-feira. Passou por exames e ficou detectado o problema, que geralmente leva duas semanas para ser curado.

Fonte: Lance

Um comentário em “Lesionado, mas com mercado, Jadson pode não jogar mais pelo São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*