Lesão atrapalhou planos de venda de Rodrigo Caio

Desde o começo do ano, a expectativa da diretoria do São Paulo para a janela de transferências do meio da temporada era vender Cueva e Rodrigo Caio. O peruano disputou a Copa do Mundo pelo Peru e foi vendido ao russo Krasnodar por cerca de R$ 36 milhões. Mas o zagueiro está machucado.

Rodrigo Caio chegou a estar na lista de suplentes da seleção brasileira para a Copa do Mundo, mas não foi convocado para o Mundial. E, logo na segunda rodada do Campeonato Brasileiro, em jogo contra o Ceará (0 a 0), teve problema no pé esquerdo e teve de passar por cirurgia.

O jogador e a diretoria do Tricolor sabem que a lesão atrapalhou os planos de saída de Rodrigo Caio para Europa – ele chegou a declarar que estava “chegando a hora de sair”. Mesmo assim, as duas partes ainda vivem a expectativa de uma proposta nessa janela de transferências.

Rodrigo Caio está em fase de transição do departamento médico para o gramado (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

Rodrigo Caio está em fase de transição do departamento médico para o gramado (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

Em fase de transição dentre o departamento médico e o gramado, Rodrigo Caio, que se recupera bem de cirurgia no pé esquerdo, perdeu espaço no time neste período que ficou ausente. Os três zagueiros à disposição (Arboleda, Anderson Martins e Bruno Alves) estão muito bem.

Formado nas categorias de base do Tricolor, Rodrigo Caio está em sua oitava temporada seguida no time profissional. Já esteve perto de sair algumas vezes, mas as negociações não deram certo (o Valencia desistiu, e o Atlético de Madrid não deu prosseguimento às conversas após exames).

Recentemente, ele recusou proposta da Real Sociedad, também da Espanha, pelo projeto da Copa do Mundo, que não se concretizou. Agora, a tendência é que o zagueiro veja com bons olhos uma transferência para um time de menor expressão. Seu contrato no Tricolor vai até 2021.

Fonte: Globo Esporte

10 comentários em “Lesão atrapalhou planos de venda de Rodrigo Caio

  1. A meu ver, o Rodrigo Caio é um jogador mediano que tem duas virtudes ser são paulino e ter muita garra.
    Particularmente vejo que tem maior potencial quando joga como segundo volante, desarma, tem passe razoável, bom cabeceio, aparece bem como surpresa na área adversária, assim, hoje concorrendo com Hudson estaríamos bem servidos no setor.
    Também comercialmente, creio que nesta posição talvez obtivesse mais chances
    em um time médio europeu ou nos times ascendentes da Ásia.
    Como esta opinião não vai mudar o que vier a ocorrer, me resta desejar-lhe sorte.

  2. O Rodrigo Caio é um ótimo jogador. Foi um dos melhores jogadores da seleção na conquista da olimpíada. São Paulino e que luta pelo time, foi o primeiro a brigar com o Cueva por fazer corpo mole!! Isso no ano passado…

    Pra mim chega de vender e vamos lutar pelo título!!

    Torcida tem que parar de pegar no pé de jogador. Deixa ele voltar e lutar por uma vaga no time, pois hoje é reserva mas tem futebol pra ser titular.

    • Como esse ótimo jogador não é vendido para a Europa em 8 anos e 16 janelas de transferências como profissional?

      Dos zagueiros do atual elenco, ele não tem potencial para ser titular, como volante, hoje ele também seria reserva.

      • João, respeito sua posição quanto às qualidades, ou à falta delas, do Rodrigo Caio, mas não concordo.
        Como, um jogador taxado por vc como “nutela”, poderia ter sido o titular da zaga de nossa seleção olímpica (e um dos melhores do grupo) e dela ter saído, ao lado do Marquinhos, como a melhor zaga da competição?
        Como esse mesmo jogador (de várzea, segundo outro comentarista) poderia ser escolhido titular pelos diversos treinadores que passaram pelo S.Paulo nos últimos anos, até se machucar recentemente?
        Como um jogador tão ruim, poderia ter sido escolhido como o melhor jogador de um torneio de seleções na Europa?
        Desculpe, amigo, mas acho que o problema é que parte da torcida (você incluso) confundiu e associou as performances do time nos últimos anos com o fato dele, RCaio, ter sido o titular da zaga nessas temporadas difíceis. Pra mim o Rodrigo Caio ainda seria titular na zaga ao lado do Arboleda. Entretanto, gostaria de vê-lo voltar às suas raízes como primeiro volante do time, onde, a meu ver, ele produziria mais e seria mais importante para a equipe.
        Um abraço!

  3. Que o Diego Aguirre não cometa a burrada de colocar o Nutella como zagueiro titular novamente.

    Ele saiu e as coisas melhoraram muuuuito, por favor Aguirre, não estrague tudo.

    Paulo RP, acredito que nem o mais alienado torcedor do São Paulo sonhou que o Nutella era ídolo.

    Ele sempre foi extremamente supervalorizado pela diretoria e por alguns torcedores. Jamais será vendido por 50% do valor da multa.

  4. Deixa encostado, só não coloquem no time ou vai azedar tudo, ele saiu a zaga se arrumou. Jogador muito abaixo da média, não joga na várzea de SP…

    Nutella, não atrapalhe! E tente uma vaga nas Arábias, tenha fé!!!

  5. Apoio a permanência de Rodrigo Caio nesse elenco, gostaria que fosse deslocado para a posição de volante ou mesmo na lateral, não acontecendo isso, não deixa de ser um reserva importante, pois na zaga está abaixo dos 3 outros zagueiros.

  6. Não teria sido a primeira vez. Entretanto, tenho comigo que “o furo é mais embaixo”: o Rodrigo sofreu todo o desgaste de jogar em uma zaga de um time que, ultimamente, vem frequentando o Z4, temporada após temporada. Isto tem um preço; e no caso do Rodrigo Caio, esse desgaste o levou de ídolo a “nutela” e “jogador de condomínio”, mesmo entre seus torcedores.
    Quando saíram notícias de que o Rodrigo estava rejeitando sua saída para um time até que razoável da Espanha, afirmei, aqui mesmo neste espaço, que ele estava dando “um tiro no pé”, porque não reunia condições de fazer parte do grupo de jogadores que seriam convocados pelo Tite – pelo menos não naquele momento, e um dos motivos seria o fato de que o time não vinha bem há muito tempo e que esse tempo coincidiu com sua titularidade na zaga.
    Bem, agora vou repetir, o que já manifestei, também aqui, anteriormente, em outro comentário:
    Tá na hora de se reinventar. Tá na hora de voltar a ser o volante do tempo da base. Este é o momento ideal para isto (quando você estará voltando a treinar com bola) já que vai precisar de algum tempo para pegar ritmo de jogo, e a readaptação à função será natural.
    Se, como eu acredito, isto acontecer, você, Rodrigo, vai ganhar muito e o S.Paulo também. Você provará a si mesmo sua capacidade e força. Provará para aqueles que deixaram de acreditar em seu futebol, que o momento ruim não era só seu, mas do clube como um todo que contaminava cada individualidade no time. O S.Paulo ganhará na melhora da qualidade técnica de seu time, bem como, financeiramente, com a realização de seu sonho de jogar em um clube europeu quem sabe daí, de melhor poderio técnico e financeiro.
    Então, Rodrigo, não é hora de abandonar o barco para se agarrar em qualquer “canoa furada”, mesmo que européia.
    Eu gostaria de ver essa tentativa acontecer.
    Boa sorte!!!

  7. Sinceramente, estou cansado de ser o maior vendedor do Brasil e também um eterno perdedor. Pra mim não vende nem o Militão, nem o Rodrigo Caio agora, há muito tempo não enxergo uma chance boa para sermos campeões, esse ano temos ao menos uma esperança.

    Se eu pudesse decidir pelo tricolor, não sairia ngm que pode ajudar, só os encostados, como foram as saídas do Bruno e do Cueva. Zagueiro é uma posição que roda demais, muitos cartões amarelos, expulsões, sem contar contusões, um bom elenco precisa de 6 zagueiros, e no mínimo 4 de bom nível, o Rodrigo Caio tem mto a somar a este grupo, assim como o Militão também tem. Se formos campeões brasileiros, mesmo que saíssem por menos, e até de graça como será o caso do Militão, já se pagariam pela colaboração ao título.

    • Concordo com quase tudo Carlos.
      Acho tbm que existe muito extremismo quando se fala do R.Caio, pra uns é um craque e pra outros um pereba.
      Acho um jogador mediano pra bom, mas que num time entrosado como o SPFC está ficando, tende a render bem.
      É inegável que o sistema defensivo melhorou muito e o Militão faz parte desta melhora. , peca no ataque mas compensa defensivamente , e entre vende-lo agora e perder rendimento dentro de campo, prefiro a permanência dele até o final do ano sem ganhar nada após o término do contrato, apesar de não achar que ele é o fator de equilíbrio da nossa zaga e que o Bruno Peres pide render mais que ele.
      Ser campeão Brasileiro esse ano seria um presente e tanto para a imensa legião tricolor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*