Juvenal interrompe treino do SP no CT e conversa com Rogério Ceni

O presidente Juvenal Juvêncio interrompeu o treino dos goleiros do São Paulo no fim da tarde desta segunda-feira, no CT da Barra Funda, para conversar com o capitão Rogério Ceni. Presença constante no local durante os últimos meses, Juvenal falou com o goleiro por cerca de dez minutos e os dois trocaram sorrisos, em meio à atividade.

Juvenal Juvêncio conversou com Ceni entre o alambrado de um dos campos do CT. Do lado de fora, o presidente teve a companhia de Rubens Moreno, diretor de futebol que assumiu o posto deixado por Adalberto Baptista, em julho. Dentro do campo, Ceni teve de interromper o trabalho que fazia com os reservas Denis, Renan Ribeiro e Leonardo, sob orientação do preparador Haroldo Lamounier.

Na atividade, os quatro jogadores da posição se revezavam entre um goleiro e três finalizadores. Quando Ceni foi ao gol, Juvenal Juvêncio se aproximou do alambrado e começou a conversa. Ceni ainda tentou voltar ao treino, mas o presidente insistiu. Em determinado momento, Juvenal se pendurou e subiu em um degrau, antes do início do alambrado, para ficar mais próximo do camisa 01.

A partir de então, Denis, Renan Ribeiro, Leonardo e Haroldo Lamounier tiveram de parar o treino. Os quatro ficaram batendo bolas no chão, trocando comentários, enquanto Ceni e Juvenal conversaram. O diálogo, acompanhado por Rubens Moreno, durou cerca de dez minutos.

No fim da conversa, Juvenal chamou o reserva Denis para próximo do alambrado, antes de se afastar do campo e voltar às dependência da diretoria no CT.

Aos 40 anos, Rogério Ceni ainda não se decidiu se irá se aposentar no fim desta temporada. O goleiro se preparava para parar de jogar em 2013, tomou a decisão no início do ano, mas agora repensa a aposentadoria.

Após a recuperação do São Paulo no Brasileirão, o técnico Muricy Ramalho abriu campanha para que Ceni desistisse da aposentadoria. A diretoria rapidamente comprou a ideia em público. Até do pai, Eurydes Ceni, o goleiro ouviu o pedido para que não pare de jogar neste ano.

Independentemente da decisão, Ceni já passou à diretoria que quer que Denis seja seu sucessor, e recomendou que o clube não contrate outro atleta mais experiente para a posição caso ele defina a parada após o término da temporada.

A diretoria tem cada vez mais otimismo em contar com Ceni em 2014, apesar de sua permanência não contar com apoio unânime internamente, como já apontou o técnico Muricy Ramalho em entrevista coletiva.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*