Juvenal escapa de vaias durante goleada do São Paulo na Copinha

Após ser vaiado por torcedores de facção unformizada durante jogo contra o Kashiwa Reysol, do Japão, pela primeira rodada da Copa São Paulo de Futebol Júnior, sexta-feira passada, em Barueri, o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, foi poupado nesta segunda. O Tricolor goleou o Auto Esporte, da Paraíba, por 5 a 0, assumiu a liderança do Grupo W da competição, e o dirigente não foi notado.

Juvenal, na verdade, não deu muita chance para ter sua presença percebida. Chegou à Arena Barueri apenas minutos antes da partida e foi direto para o camarote. Cercado por seguranças do São Paulo, o dirigente acelerou o passo e não quis parar para dar entrevistas. O mesmo aconteceu após a partida. Aliados do mandatário tricolor disseram que ele já havia falado muito na estreia do time na Copinha.

Juvenal não pôde tentar explicar novamente os motivos de o Tricolor ter contratado apenas um reforço para a temporada de 2014: o lateral-direito Luis Ricardo, que estava na Portuguesa. Além disso, o elenco perdeu os atacantes Aloísio, de saída para o futebol chinês, e Welliton, que vai retornar para o Spartak, da Rússia, após jogar por empréstimo o Campeonato Brasileiro pelo São Paulo. Ele também não falou sobre o fato de o clube não divulgar a relação de jogadores para este ano.

Depois da reapresentação com portas fechadas nesta segunda-feira, o elenco profissional do São Paulo vai treinar, desta vez com entrada livre para a imprensa, nesta terça-feira, a partir das 9h30 (horário de Brasília), no CT da Barra Funda.

A estreia são-paulina em 2014 está marcada para o dia 19 deste mês, quando o time vai encarar o Bragantino, em Bragança Paulista, pela primeira rodada do Campeonato Paulista, competição que o clube não conquista desde 2005.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*