Juan evita reforçar críticas de Ceni, mas contesta excesso de cartões

Recordista de cartões amarelos do Campeonato Brasileiro, o lateral esquerdo Juan acredita que algumas das dez advertências que levou não foram justas. Mesmo assim, o são-paulino evita reforçar as críticas do goleiro e capitão Rogério Ceni, que deixou o Olímpico muito irritado com a arbitragem de Heber Roberto Lopes na derrota para o Grêmio e afirmou que o time do Morumbi terá dificuldades para ser campeão novamente.

“Eu não sei, queria saber (o motivo de tantos amarelos). Não estou acostumado com esse número. Alguns são justos, outros não, mas isso faz parte. Tem que ter mais atenção, concentrar mais, para não correr o risco de desfalcar o São Paulo”, comentou o camisa 6, que não foi expulso de nenhuma partida no torneio.

“Todos os juízes erram, isso faz parte. Nesse jogo (contra o Grêmio), houve lances duvidosos e o juiz acabou marcando contra o São Paulo. Mas, independente disso, temos que focar no nosso trabalho, no nosso time, em melhorar o desempenho e buscar a vitória. Deixa o juiz fazer a parte dele que nós vamos trabalhar para conquistar nossos objetivos”, acrescentou.

As jogadas que geraram as reclamações dos paulistas em Porto Alegre envolveram o volante Casemiro. No primeiro tempo, o volante foi advertido com cartão amarelo três minutos após cair na área pedindo pênalti, em lance que o árbitro interpretou como simulação. Na etapa final, ele marcou de cabeça o gol que abriria a contagem para o São Paulo, mas a arbitragem deu falta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*