Jadson aprova treinos fechados no Tricolor: ‘Podemos surpreender’

O técnico Ney Franco, do São Paulo, usou uma prática incomum esta semana. Diferentemente do que costuma fazer, ele fechou os treinos antes da viagem para a Argentina, onde a equipe enfrenta o Arsenal, nesta quinta-feira, pela Taça Libertadores. Na segunda-feira, a imprensa teve acesso aos últimos minutos das atividades. Na terça, o mistério foi maior e nenhum minuto do treinamento foi aberto, assim como deve acontecer durante o reconhecimento do estádio Julio Humberto Grondona, nesta quarta. O meia Jadson acredita que a equipe poderá se beneficiar com tanto segredo.

– É um pensamento da comissão técnica. Eles quiseram fazer o treino fechado, arrumando as coisas, escondendo um pouco o jogo da equipe deles. Com isso, podemos surpreender – disse o meia.

As vésperas dos clássicos, Ney Franco escondia a formação, mas liberava, pelo menos, o fim das atividades para a imprensa. Agora, nem os últimos minutos foram divulgados. Escalação e esquema passaram a ser incógnitas. O meia preferiu não revelar o que aconteceu durante as atividades fechadas.

– Não posso falar muito sobre formação. Depois o Ney Franco fica bravo comigo – brincou.

Com dois desfalques (Luis Fabiano e Wellington estão suspensos), o técnico Ney Franco poderá mudar o esquema do time. Atualmente a equipe usa dois volantes, um meia e três atacantes. Com as mudanças, existe até a possibilidade de usar até três volantes ( Fabricio, Denilson e Maicon).

O São Paulo aparece com quatro pontos na competição (uma vitória e um empate). Por isso, poderá se complicar caso não consiga um bom resultado na Argentina.

– Precisamos da vitória para continuar na competição. Estamos no caminho certo. Equipe não está tão mal como todo mundo está falando – finalizou.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*