Inscrições para o Paulistão acabam nesta terça; grandes buscam reforços

As inscrições para o Campeonato Paulista se encerram nesta terça-feira, e a expectativa dos quatro grandes por um reforço de última hora é pequena. Os técnicos Mano Menezes (Corinthians), Gilson Kleina (Palmeiras) e Muricy Ramalho (São Paulo) pediram contratações na semana passada, mas não devem ser atendidos. O santista Oswaldo de Oliveira é a exceção dentre os treinadores da elite paulista – encantado com a qualidade dos jovens promovidos da base, o técnico não fez nenhuma declaração pública sobre a necessidade de reforços. Quem chegar depois desta terça só poderá ser aproveitado na Copa do Brasil, como Alexandre Pato, que já treina no São Paulo, mas estourou o limite de jogos no estadual pelo Corinthians.

montagem tecnicos paulista (Foto: Editoria de arte)Oswaldo está feliz com os Meninos da Vila, mas Kleina, Mano e Muricy esperam por reforços (montagem: Editoria de arte)

Mano e Muricy são os que mais têm reclamado. Após o empate em 1 a 1 com o Palmeiras, quando teve apenas o jovem Paulo Victor como opção de ataque no banco de reservas, o técnico corintiano voltou a cobrar a contratação de um atacante. Nas últimas semanas, ele perdeu jogadores como Alexandre Pato, Ibson, Paulo André e Douglas. Recebeu em troca Jadson, Bruno Henrique e Luciano, meia que estava no Avaí, além de Fagner e Uendel, que já haviam chegado pouco antes da polêmica invasão ao CT. Mano pediu a contratação de um atacante experiente, e o nome de Rafael Sobis chegou a ser especulado – mas a diretoria negou a possibilidade de contratar o jogador do Fluminense.

Muricy, após a saída de Jadson para o Corinthians, queria um novo armador e sonhou com a possibilidade de ganhar Wagner, também do Flu. O meia seria trocado pelo atacante Osvaldo, que perdeu a posição de titular com a chegada do colombiano Dorlan Pabón. Nesta segunda-feira, porém, a diretoria do clube carioca avisou que as negociações de troca foram encerradas sem um final feliz. Muricy, assim, deve ficar apenas com o jovem meia Gabriel Boschilia, de 17 anos, para a reserva de Ganso. A contratação de um zagueiro também não está descartada, mas deve ficar apenas para o segundo semestre.

Equipe paulista que mais se reforçou para 2014, com 11 contratações, o Palmeiras ainda não considera seu elenco fechado para a temporada do centenário. A lateral direita é a posição carente. Por diversas vezes o técnico Gilson Kleina manifestou publicamente o desejo de contar com mais uma opção para o setor. Atualmente, o treinador tem apenas Wendel à disposição. O jovem Bruno Oliveira, machucado, seria o reserva imediato. O paraguaio Jorge Moreira, do Libertad, é o preferido da comissão técnica, mas a diretoria tem encontrado dificuldade em chegar a um acordo com o grupo de investidores que detém os direitos do jogador.

Só o Santos não busca reforços. Oswaldo de Oliveira, que ganhou as contratações do meia Lucas Lima e dos atacantes Rildo e Leandro Damião, anda encantado com a qualidade dos jovens promovidos da base – o Peixe é o atual bicampeão da Copa São Paulo de Juniores. A ideia é ir ao mercado somente no segundo semestre.

– Nós acreditamos que estamos com um bom elenco, que tem qualidade e quantidade. As oportunidades estão sendo dadas a todos, mas não podemos deixar de mapear o mercado. Estamos de olho nos estaduais, mas vamos com o elenco que temos até a Copa do Mundo. Se virmos alguma boa oportunidade no mercado, com uma boa condição financeira, podemos trazer, mas neste momento, não – afirma Zinho, gerente de futebol do Peixe.

 

fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*