Insatisfeito com reserva, Luis Fabiano deve deixar o São Paulo em janeiro

Luis Fabiano está desanimado com a continuidade no São Paulo. Com contrato até o fim de 2015, o jogador se desanimou com a queda de desempenho e consequente banco de reservas, situação que só vivera no São Paulo em 2001, em sua temporada de estreia. Aos 33 anos, o camisa 9 não tem dado resposta em campo, não está feliz no clube e deverá deixar o Morumbi na próxima janela de transferências europeia, em janeiro.

O São Paulo não deve colocar obstáculos para vender Luis Fabiano caso consiga interessados no fim do ano. Muricy Ramalho já deixou claro que a preferência no momento é por Aloísio. A diretoria, já há alguns meses, coloca os reforços para o setor ofensivo como prioridade no planejamento para 2014.

Neste momento, no entanto, não há propostas por Luis Fabiano. Há cerca de um mês, o Shandong Luneng, da China – clube em que joga Vagner Love –, buscou informações pelo jogador, mas cessou o interesse à medida que o rendimento do atacante em campo. As últimas ofertas que chegaram ao São Paulo foram as de Galatasaray (TUR) e Olympiakos (GRE), de cerca de 4,5 milhões de euros, em junho. Na ocasião, o São Paulo pediu 6 milhões de euros, chegou a aceitar negociá-lo por valor mais baixo, mas viu o negócio fracassar. Hoje, a avaliação do clube é que o centroavante vale, no máximo, 2 milhões de euros (R$ 6,2 milhões).

Nesta quarta-feira, contra a Ponte Preta, o São Paulo precisa marcar pelo menos três gols para chegar à final da Copa Sul-Americana, e Luis Fabiano estará no banco. O camisa 9 não ganhou chance nem com necessidade máxima de furar o bloqueio do adversário.

Luis Fabiano também dá motivos para despertar desconfiança antes e depois dos jogos. Os discursos pessimistas e desanimados não agradam à diretoria. Na última partida, contra o Botafogo, ele foi lançado a campo no segundo tempo, pouco fez no empate por 1 a 1, e saiu de campo dizendo que vive o pior momento de toda a carreira. Em outras fases ruins desde a volta ao clube, em março de 2011, o atacante chegou a lembrar que recusou o Corinthians antes do retorno ao Morumbi. Na primeira final da Sul-Americana de 2012, contra o Tigre (ARG), na Bombonera, declarou que cogitava se aposentar ao ser expulso no primeiro tempo de jogo.

As próximas partidas, contra Ponte Preta, nesta quarta, e Criciúma e Coritiba, pelo Brasileirão, devem ser as últimas de Luis Fabiano pelo clube. Além da pouca produtividade, o alto salário do jogador também é motivo que colabora para a saída. Seriam cerca de R$ 500 mil a menos na folha salarial mensal, pagos a um jogador que neste momento é reserva da equipe.

 

Fonte: Uol

5 comentários em “Insatisfeito com reserva, Luis Fabiano deve deixar o São Paulo em janeiro

  1. Ah!!! não acredito, o mauricinho birrento acha que tá podendo e que fazendo birrinha de novo vai voltar ao time como fizera de outras vezes. Difícil vai ser um time europeu se interessar por ele se até time da China desistiu de contratá-lo depois de seu declínio em campo, agora quem sabe o Paquistão se interesse por ele. Mas vai, e compre passagem só de ida ok?

  2. Nem o corinthiano Ricardinho foi tão mico quanto este infeliz. Por favor, vá e não olhe pra trás. E não, não vou te agradecer, você não fez absolutamente nada por nós torcedores e nem pelo nosso clube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*