Imprensa turca coloca Rhodolfo, do Grêmio, nos planos do Galatasaray

A rede de rádio e televisão TRT Turk, da Turquia, divulgou nesta sexta-feira o interesse do Galatasaray na contratação do zagueiro Rhodolfo, que pertence ao São Paulo mas está emprestado ao Grêmio. O clube precisaria pagar 5 milhões de euros para comprar os direitos do atleta, divididos entre os paulistas e o Atlético-PR. Os gaúchos, por sua vez, seriam ressarcidos, mas não podem vetar um eventual negócio.

Segundo o site da rede de comunicação turca, Roberto Mancini, técnico do Galatasaray, indicou Rhodolfo pela capacidade na bola aérea. O valor não preocuparia o clube, porém a idade avançada [27 anos] é motivo de discussão.

O Grêmio não poderia vetar a saída de Rhodolfo. Inclusive, o clube gaúcho que tem contrato de empréstimo com o defensor até julho de 2014, já se prepara para uma eventual saída com contratações, como a de Pedro Geromel, apresentado na última quinta.

“Uma das funções de quem dirige futebol é, na medida do possível, prever o que pode acontecer. Sabíamos da situação do Rhodolfo. Tínhamos a convicção de que se tratava de um grande zagueiro. No contrato, por uma exigência do negócio, se colocou uma cláusula que, com uma proposta do exterior, o Grêmio teria que liberá-lo. A partir daí, nós sabíamos que precisávamos de uma alternativa e começamos a construir essa possibilidade. Estamos torcendo que o Rhodolfo fique”, afirmou o diretor executivo de futebol gremista, Rui Costa.

Os direitos de Rhodolfo são 50% do São Paulo e 50% do Atlético-PR. Ou seja, cada clube receberia 2,5 milhões de euros [R$ 8 milhões]. O Grêmio seria reembolsado somente pela quebra de contrato.

Pelo time gaúcho, o defensor disputou 30 jogos e marcou 1 gol, se tornando muito importante no fim da temporada que culminou com o vice-campeonato brasileiro. A torcida do tricolor de Porto Alegre é pela não confirmação a proposta e sequência dele para disputa da Libertadores.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*