Há oito meses sem gols, Osvaldo ganha chance e apoio no São Paulo

A trajetória do atacante Osvaldo no São Paulo mudou drasticamente nesta temporada. Titular absoluto com o técnico Ney Franco no início do ano, o jogador não marca um gol desde o dia 28 de fevereiro. De convocado para a seleção brasileira, ele se tornou reserva do Tricolor e luta para encontrar uma oportunidade de retomada. Neste domingo, contra o Fluminense, às 17h, no Maracanã, Osvaldo terá chance de, enfim, encerrar a má fase.

O atacante, de 26 anos, balançou a rede pela última vez na vitória do São Paulo por 2 a 1, sobre o The Strongest, da Bolívia, no estádio do Morumbi, pela primeira fase da Taça Libertadores da América.

Muricy Ramalho assegura que não desistirá do jogador, que já foi alvo de ofertas milionárias da Europa. O São Paulo recusou ofertas de mais de R$ 15 milhões de Shakhtar Donetsk e Metalist, rivais ucranianos. O clube acreditava que obter um valor ainda maior no fim do ano, apostando no sucesso do jogador e do time.

– Eu falei com ele. Quando cheguei, não estava jogando, não teve uma boa sequência e saiu do time. O que eu faço é treiná-lo. Treinar, treinar, treinar… Não desistir. E dar uma oportunidade, como será agora – explicou Muricy.

Se antes o São Paulo fazia questão de segurar o jogador, no momento o cenário é outro. O presidente Juvenal Juvêncio e o departamento de futebol estão dispostos a negociar Osvaldo, mesmo com clubes que não sejam da Europa. Contratado do Ceará, o atacante tem contrato com o Tricolor até dezembro de 2015. Ele próprio admite que seu futuro é uma incógnita.

Osvaldo marcou apenas cinco gols na temporada. A última vez que ele se destacou foi quando cobrou o escanteio que resultou no terceiro gol do São Paulo, marcado por Antonio Carlos, na vitória por 3 a 2 sobre o Nacional de Medellin, pelo jogo de ida quartas de final da Copa Sul-Americana. Contra o Fluminense, ele deverá formar dupla com Welliton.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*