Há 76 anos, atacante deixou Corinthians e foi artilheiro no São Paulo

Alexandre Pato, que estreia nesta quarta-feira pelo São Paulo, não foi o único atacante a sair do Corinthians e jogar no rival. O primeiro foi Elyseo, há 76 anos. Naquela ocasião, a exemplo do mais novo ex-corintiano do clube, o já falecido jogador firmou dois anos de vínculo, porém sem a ressalva contratual de não enfrentar a antiga equipe ou o impeditivo de atuar no Campeonato Paulista.

O documento assinado em 8 de fevereiro de 1938, aliás, dava ao atleta de então 23 anos a opção de continuar ou não no clube ao final do período. “Terminado o prazo deste contracto (sic), será concedido pelo jogador preferência de reforma do mesmo”, dizia o texto, em que também ficava asseguradas luvas “na importância de quatro contos de reis” mais uma gratificação de cem mil reis por jogo ganho ou cinquenta mil reis por empate.

O que se sabe do contrato de Pato (de 24 anos) é que, por continuar ligado ao Corinthians até 2016, os dois clubes arcam com metade de seu salário durante o empréstimo, e ele só poderá enfrentar a antiga equipe com o pagamento de multa milionária. Além disso, o São Paulo é obrigado a liberá-lo caso o rival receba proposta superior ao valor gasto para comprá-lo do Milan, no ano passado.

O caso de Elyseo, apenas três anos após a refundação do São Paulo, não tinha nada disso. Sem qualquer vínculo com o Corinthians, o atacante não só poderia como enfrentou o ex-clube, e na última rodada do Estadual, já em 1939. Treinado por Vicente Feola, seu time era vice-líder, com dois pontos a menos do que o Corinthians, e não passou de um empate por 1 a 1, no Parque São Jorge.

Reprodução

São Paulo guarda poucos registros a respeito de Elyseo, primeiro atacante vindo diretamente do hoje maior rival

Aquela partida (que começou em 23 de abril, foi interrompida devido a fortes chuvas – quando Mendes já tinha colocado o São Paulo em vantagem no placar – e continuou dois dias depois) guarda polêmica histórica. Os são-paulinos reclamam que Carlito empatou com a mão. O árbitro Thomaz dos Reis Cardoso de Almeida, porém, confirmou o gol e o título do Corinthians.

 

Apesar do vice-campeonato, Elyseo alcançou o feito de se tornar o primeiro artilheiro do São Paulo na história da competição, com 13 gols do total de 34 em 52 partidas disputadas. Nesse período, ele anotou dois hat-tricks e, por duas vezes, marcou quatro gols em um mesmo jogo. Em sua última atuação, em 1940, balançou a rede duas vezes no triunfo por 4 a 3 sobre a Portuguesa, na Mooca.

O atacante, que ainda defenderia o Palestra Itália, faz parte de uma lista não muito grande de atletas que trocaram o Corinthians pelo São Paulo. Lista que começou com Viana (jogador de defesa, em 1934) e tem outros nomes importantes (como Cláudio Pinho, Casagrande, Souza e Ricardinho, entre outros) até chegar a Alexandre Pato, que faz seu debute com a camisa tricolor às 22 horas (de Brasília) desta quarta-feira, em Maceió, diante do CSA, na abertura da Copa do Brasil.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Há 76 anos, atacante deixou Corinthians e foi artilheiro no São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*