Goleada de Atlético-MG ante Arsenal não serve de parâmetro no São Paulo

Ney Franco não quer que o São Paulo atue sob pressão diante do Arsenal de Sarandí por causa da goleada aplicada pelo Atlético-MG em cima dos argentinos. O comandante afirma que no futebol não há lógica e já avisa que sua única exigência será a de terminar o jogo no Pacaembu com os três pontos garantidos.

O treinador relembra que considera o seu grupo da Libertadores um dos mais difíceis da competição e diz que só cobrará dos atletas que eles consigam, ao menos, vencer todas as partidas dentro de casa. O primeiro passo já foi dado diante do The Strongest, na quinta-feira passada.

“A gente tem de desvincular aquele jogo com o que vamos fazer amanhã (quinta-feira). O Arsenal não tem pontos e eles precisam vencer de qualquer jeito. Curiosamente, vamos enfrentar o mesmo time duas vezes seguidas, então precisamos encarar essas partidas como decisões”, disse Ney em coletiva de imprensa nesta quarta.

“Não podemos achar que se o Atlético-MG ganhou por cinco nós vamos ter facilidade. O Atlético-MG conseguiu vencer porque trabalhou e teve competência. Como eu disse, nossa única exigência é fazer valer o mando de campo”, completou.

Para fazer a lição de casa, o São Paulo entra no Pacaembu, às 19h15 desta quinta-feira, sem Denílson. O volante sentiu dores no joelho direito e será substituído por Fabrício.

A classificação do grupo mostra o Atlético-MG com seis pontos, e São Paulo e The Strongest com três. O Arsenal de Sarandí ainda não conseguiu somar nada.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*