Ganso diz que encontrou forma de jogar, mas admite que precisa chutar mais

Paulo Henrique Ganso está feliz com o que apresentou no último domingo. Apesar da derrota por 2 a 1 do São Paulo  para o Corinthians, o meia acredita que tenha feito a sua melhor partida desde que chegou ao Morumbi. Sua grande ressalva fica por conta das finalizações.

Com gosto por dar assistências, o camisa 8 admite que precisa chutar mais do que tem feito desde que chegou. Não à toa, seus dois gols em 2013 foram marcados de cabeça.

“Eu encontrei a forma de ajudar na marcação dentro de campo, de ficar mais bem posicionado para ajudar a equipe. Por isso, acho que ajudei muito nesse esquema. Fisicamente e tecnicamente, eu também melhorei muito com os treinamentos”, disse ele em entrevista coletiva nesta segunda-feira. “Mas eu sei que preciso melhorar nisso (chutar mais). Eu tive a chance de chutar e preferi passar a bola”, analisou.

Na saída de campo no domingo, Ganso foi um dos poucos que topou falar com a imprensa. Ele deixou o campo revoltado com a atuação de Leandro Bizzio Marinho, que marcou um pênalti de Rogério Ceni em cima de Alexandre Pato. As imagens mostram o goleiro acertando um chute no pé do atacante corintiano.

O meia disse que foi rever as imagens do jogo pela televisão e que, mesmo assim, ele mantém a opinião de que não viu pênalti e também de que o árbitro foi decisivo no resultado do jogo. A mudança do meia foi no discurso, agora bem mais calmo do que após o apito final.

“Continuo com a mesma decisão. Claro que o árbitro tem poucos segundos para definir, mas ele foi infeliz. É normal no clássico se definido em detalhes e foi assim dessa vez. Foi um detalhe que deu a vitória para eles”, completou.

O São Paulo treina na próxima terça-feira e também na quarta-feira no CT da Barra Funda. O time viaja na própria quarta para Santa Cruz de La Sierra, cidade boliviana que não tem altitude. O time vai para La Paz na própria quinta-feira, horas antes da partida contra o The Strongest para minimizar os efeitos da altitude.

O jogo de quinta pode definir a eliminação do São Paulo na Libertadores. Para que isso aconteça, além de um tropeço da equipe do Morumbi diante do The Strongest, o Arsenal de Sarandí precisa vencer o Atlético-MG na quarta-feira, no Independência.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*