Falta de reforços e saída de Welliton podem fazer L. Fabiano ficar no SP

A diretoria do São Paulo diverge na análise sobre o desempenho de Luis Fabiano, mas concordava, até agora, que é este o momento de vendê-lo caso receba propostas do exterior. Agora, no entanto, a situação pode mudar. A falta de reforços para o setor ofensivo e a saída de Welliton, companheiro de posição do camisa 9, fazem com que os dirigentes são-paulinos pensem até em vetar negociar Luis Fabiano nesta janela de transferências.

O motivo é simples: se Luis Fabiano for vendido agora e não houver reforços para o ataque, o São Paulo começará 2014 apenas com Aloísio como opção para fazer a função de centroavante. O Boi Bandido está emprestado pela Tombense – do agente Eduardo Uram – até junho de 2014, recebe o interesse do Shandong Luneng, da China, para sair, e também tem futuro incerto.

A aposta da diretoria para este fim de ano era firmar a permanência de Welliton. O jogador recebeu o aval da comissão técnica de Muricy Ramalho para ficar. Emprestado pelo Spartak Moscou, da Rússia, e repassado pelo Grêmio apenas até o fim do ano, o jogador tem remotas chances de permanecer. O São Paulo iniciou a negociação para estender o empréstimo, mas ouviu do clube russo que o atacante de 27 anos só permanece no Morumbi se for adquirido definitivamente – possibilidade que a diretoria não cogita, pelo alto valor imposto pelo Spartak.

Neste sábado, Welliton já falou em tom de despedida ao site oficial do São Paulo. O atacante só ficará no Morumbi caso o clube faça nova proposta após a primeira recusa e consiga convencer os russos. “É o sonho de qualquer atleta poder jogar no São Paulo. Fiquei muito feliz pela chance que recebi e, por isso, só posso agradecer. Infelizmente, não consegui uma sequência muito boa, mas tentei dar o meu melhor”, falou.

Quem acredita em Luis Fabiano, como o presidente Juvenal Juvêncio, avalia que o São Paulo não conseguirá no mercado atleta semelhante para suprir a carência que sua saída causaria. Quinto maior artilheiro da história do clube, o camisa 9 retornou em março de 2011, em negócio de R$ 20 milhões, e desde então manteve boa média de gols por jogo apesar das frequentes lesões musculares. Desde o meio do ano, Luis Fabiano afundou com a crise são-paulina e teve brusca queda de rendimento.

Tal queda fez com que reclamações internas fossem intensificadas. Quem o critica em meio à diretoria são-paulina fala em problemas psicológicos. Lembra que o atacante coleciona episódios recentes de desequilíbrio emocional, apesar dos 33 anos de idade e da carreira internacional na Europa e na seleção brasileira. Recordam que há um ano, ao ser expulso por tentar agredir um adversário na final da Copa Sul-Americana, contra o Tigre (ARG), o camisa 9 saiu de campo falando em se aposentar quando ainda tinha mais dois anos e meio de contrato com o clube. Falam ainda sobre episódios de 2013, como em junho, quando mais uma vez Luis Fabiano lembrou que poderia ter defendido o Corinthians antes de retornar ao Morumbi.

Há pouco mais de um mês o Shandong Luneng, da China, mostrou interesse em Luis Fabiano e consultou o São Paulo – é o mesmo clube que se interessa por Aloísio. O clube chinês firmou parceria com os são-paulinos e agora receberá o técnico Sergio Baresi em suas categorias de base, na China. O São Paulo usa a oportunidade para expandir a marca do clube no mercado internacional por meio do intercâmbio de jogadores e outras ações, que ainda serão anunciadas. A consulta do Shandong por enquanto não avançou para uma proposta.

 

Fonte: Uol

Um comentário em “Falta de reforços e saída de Welliton podem fazer L. Fabiano ficar no SP

  1. Essa mala já provou que não serve para ficar no SPFC, vamos continuar pagando o salário altíssimo que não retorna 5%, aliás, se por na ponta do lápis o tempo que levou para se recuperar, o número de jogos realizados e o número de “cabeçadas” é de chorar co o prejuízo.
    E…. se tivéssemos dependido dele para o Brasileiro 2013 estaríamos rebaixados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*