Fabrício vê dificuldade de concentração e pede alma contra o Galo

Os jogadores são-paulinos admitiram que o foco no confronto diante do Atlético-MG, dia 17, pela Libertadores, se refletiu na derrota deste sábado, contra o XV, por 1 a 0, no estádio do Morumbi, pela 18ª rodada do Campeonato Paulista. Apático, o time não conseguiu render o suficiente. O volante Fabrício, um dos mais dispostos em campo, comentou sobre o próximo jogo.

– Quarta-feira é outro time. Para falar a verdade, tivemos muita dificuldade de nos concentrar, entramos só no segundo tempo. Difícil trocar o chip. A gente é muito competitivo, sempre quer ganhar, agora vamos ter tranquilidade para pensar só no Atlético-MG – declarou o jogador, na saída de campo.

Em situação delicada no torneio continental, o São Paulo precisa vencer o Galo e torcer por uma combinação de resultados para chegar às oitavas de final da competição. Fabrício, que segundo ele tem 0% de chances de jogar, já comenta qual o espírito que o time precisa ter para sair vencedor.

–  Não é nenhuma surpresa um time que está jogando mal, encaixar, fazer tudo possível. Eu vivi isso no Cruzeiro, contra o Atlético-MG que, se a gente empatasse, caía. O Atlético era superior e enfiamos seis nos caras. Temos de jogar com alma e coração, se possível dar câimbra. Tem de dar tudo, só assim que o homem lá de cima compensa também – afirmou o volante, relembrando a campanha da equipe Celeste, no Brasileiro de 2011.

O elenco são-paulino volta aos treinamentos nesta segunda-feira, no período da tarde, no CT da Barra Funda, visando ao decisivo confronto diante do Galo.

Fonte: Lance

Um comentário em “Fabrício vê dificuldade de concentração e pede alma contra o Galo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*