Expressinho esquece o futebol e perde do XV no Morumbi

O São Paulo está tão focado no jogo da Copa Libertadores, dia 17, que esqueceu que, antes do jogo pelo torneio continental, havia um confronto neste sábado, contra o XV de Piracicaba. Saldo da apatia nos 90 minutos: 1 a 0 para o XV de Piracicaba, no estádio do Morumbi. A torcida, que tem cobrado o time pelos maus resultados na Libertadores, até gritou “raça” para incentivar o time. Sem sucesso…

Com o resultado, o São Paulo permanece com os 41 pontos, na primeira colocação. Já o XV, sem chances de ser rebaixado, chegou aos 22.

O JOGO

Já classificado e com a liderança garantida, o São Paulo fez uma promoção solidária: a troca de um agasalho ou cobertor, ambos em bom estado ou novo, que dava o direito a um ingresso. O torcedor apoiou e fez a sua doação, mas quem pouco se doou em campo foi o time Tricolor. Preservando os titulares por conta do jogo contra o Atlético-MG, pela Libertadores, o clube do Morumbi entrou apático, desligado e sem gana de vencer. Reflexo disso foi a torcida gritando “raça, raça, raça”.

Já o XV, para se manter na primeira divisão, foi bem armada pelo técnico Edson Só. As linhas de defesa, meio e ataque estavam coesas. O setor ofensivo foi bem abastecido pelos jogadores de ligação e, por conta do travessão, o time do interior não fez o primeiro ainda na etapa inicial. Já os reservas aparentavam também estar com a cabeça lá no Galo, mas, esqueceram que o jogo era neste sábado.

Antes do início da partida, o técnico Ney Franco disse que trocaria Denilson e Rodrigo Caio, que são opções para quarta-feira. O volante, que foi liberado dos treinamentos durante a semana, saiu aos 33 minutos do primeiro tempo. Motivo: cansaço. Esse fato também atormenta os torcedores que, começam a pensar que o time está a quatro dias do confronto diante do clube mineiro. Jadson, com dores na perna direita, saiu ao mesmo tempo. Em seus lugares, os jovens Lucas Farias e João Schmidt entraram.

Ao final do primeiro tempo, a torcida vaiou bastante os jogadores…

CADÊ A RAÇA?

Na etapa final, o São Paulo deu a entender que a garra e a gana entoadas no estádio seriam postas em prática. Rodrigo Caio e Edson Silva quase tiraram o zero do marcador. O meia argentino Cañete também buscou o jogo. Primeiro, pelo meio, dando mais qualidade à saída de bola. Depois, aberto na ponta esquerda, indo para cima dos zagueiros e os entortando. O volante Fabrício é outro que mostrou vontade e qualidade, principalmente em dribles curtos e passes.

Mas, o apático São Paulo viu o disposto a vencer XV de Piracicaba abrir o placar e fazer mérito a quem buscou o resultado. Em cruzamento pela esquerda, Luiz Eduardo se aproveitou da falha da defesa do Tricolor para subir mais alto e cabecear no contrapé do goleiro Denis.

Atrás do placar, o Tricolor esboçou uma reação. O jovem lateral-direito Lucas Farias foi para cima dos zagueiros, abusando dos dribles curtos e criando bons lances, mas não havia ninguém para concluir a jogada. Lá atrás, o goleiro Denis fez duas defesas milagrosas para evitar que o placar fosse ainda mais dilatado.

“Martelando”, o Tricolor não conseguiu ao menos chegar o empate. Agora, o torcedor vai apoiar o time contra o Galo, para tentar chegar às oitavas de final da Libertadores, e espera, pelo menos, um time com mais vontade diante do Atlético-MG.

PRÓXIMOS JOGOS

O São Paulo, agora, volta ao foco para a decisão diante do Atlético-MG, dia 17, no estádio do Morumbi, pela última rodada do Grupo 3 da Copa Libertadores. No Campeonato Paulista, termina a primeira fase diante do Mogi Mirim, fora de casa, no dia 21, às 16h. Já o XV de Piracicaba recebe o Botafogo, nos mesmos dia e horário.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 0 X 1 XV DE PIRACICABA

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data/Hora: 13/4/2013 – 18h30
Árbitro: Rodrigo Guarizo F. do Amaral (SP)
Auxiliares: Vicente Romano Neto (SP) e Alberto Poletto Masseira (SP)

Renda/Público: R$ 256.960,00 / 9.308 total
Cartões Amarelos: Luiz Eduardo e Danilo Sacramento (XVP)
GOL: Luiz Eduardo, aos 10’/2ºT (0-1).

SÃO PAULO: Denis; Rodrigo Caio (Henrique Miranda, 12’/2ºT), Rhodolfo, Edson Silva e Cortez; Denilson (Lucas Farias, 36’/1ºT), Fabrício, Jadson (João Schmidt, 36’/1ºT) e Cañete, Wallyson e Ademilson. Técnico: Ney Franco.

XV DE PIRACICABA: Bruno Fuso; Vinícius Bovi, Pedro Paulo, Luiz Eduardo e Janílson, Glauber, Diego Silva (Adilson Goiano, 37’/2ºT), Danilo Sacramento e Diguinho (Adriano, 35’/2ºT); Márcio Diogo (Paulinho, 22’/2ºT) e Marcelo Soares. Técnico: Edson Só.

 

 

Um comentário em “Expressinho esquece o futebol e perde do XV no Morumbi

  1. Time ridículo e mal treinado. Como chamar de ‘reservas’ ou ‘expressinho’ um time com essa escalação hoje? Muito time não grande não tem os jogadores com a qualidade do que tínhamos hoje em campo. A derrota é cara do nosso time no ano: apático, fraco e sem motivação. Ou seja, um lixo.
    Talvez só a mulher do Denis esteja feliz hoje, pois o ‘glorioso’ maridinho dela hoje foi titular. E perdeu mais uma como de costume…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*