Entre o céu e o inferno: São Paulo tem jogos decisivos na busca por sossego

O São Paulo terá uma semana decisiva pela frente, que pode aumentar a pressão em cima do elenco ou dar tranquilidade até a chegada do mata-mata do Paulistão. Na próxima quinta (15), o Tricolor encara o CSA, de Alagoas, pela Copa do Brasil. Três dias depois, no domingo (18), a equipe fará seu primeiro clássico da temporada jogando no Morumbi, contra o Santos. Os resultados em ambas as partidas definirão o termômetro no clube pelo resto do mês.

Caso seja eliminado da competição nacional para o atual campeão da Série C do Campeonato Brasileiro, o São Paulo enfrentará um clima hostil no retorno à capital paulista. Afinal, uma eliminação precoce no único torneio que o Tricolor ainda não possui em sua salta de troféus será vista como um vexame.

Soma-se a isto o fato do trabalho do técnico Dorival Júnior ainda não ter sido totalmente aceito pelos torcedores, que se dividem nas opiniões sobre a atual qualidade do futebol apresentado pelo São Paulo. Embora tenha vencido os três últimos jogos sem nem sequer ter sofrido gols, o Tricolor ainda não convenceu nesta temporada.

Depois de perder o primeiro clássico do ano para o rival Corinthians, no Pacaembu, os tricolores ainda exigem o triunfo diante do clube da Vila Belmiro no próximo fim de semana. Em caso de um novo deslize, desta vez no San-São, o trabalho da comissão técnica passará a ser posto em xeque e o clima, certamente, será dos piores no CT da Barra Funda.

Por outro lado, duas vitórias seguidas em dois compromissos importantes garantirão uma tranquilidade que o São Paulo desconhece há tempos. Depois de brigar contra o rebaixamento durante quase todo o segundo semestre do ano passado, o Tricolor não teve um bom início nas duas primeiras rodadas do Paulistão e a desconfiança não deixou de rondar o clube do Morumbi.

Se vencer o CSA e o Santos, o São Paulo terá cinco vitórias na sequência – algo que não acontece desde 2013, quando a equipe venceu Bahia, Universidad Católica (CHL), Internacional, Atlético Nacional (COL) e Portuguesa pelo Brasileirão e Copa Sul-Americana, entre outubro e novembro daquele ano. Seria o cenário perfeito para o elenco poder se preparar para a fase mata-mata do Paulistão com o tão sonhado sossego.

 

Fonte: Lance

2 comentários em “Entre o céu e o inferno: São Paulo tem jogos decisivos na busca por sossego

  1. Que ponto chegamos, temer o CSA, nada contra a cidade, aliás muito bonita por sinal, mas essa tem sido nossa realidade nos últimos 10 anos de exemplo a chacota, frutos da grande gestão do Outleco e cia limitada, aliás ninguém fala mais como está a dívida do São Paulo?

  2. CSA virá com tudo p cima principalmente nos primeiros minutos.
    Então seu Dorival veja quem você escala na zaga !!!
    Eu voltaria com Arboleda e Rodrigo Caio.
    O contra ataque será nosso e isso exige transição rápida e ponteiros rapidos.

Deixe uma resposta para Rodrigo Leal Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*