Dois dias após queda, elenco tem papo de meia hora com Muricy

Marcado para 9h30, o treino do São Paulo começou por volta de 10h, nesta sexta-feira, dois dias depois da eliminação precoce no Campeonato Paulista. Durante aproximadamente meia hora, o técnico Muricy Ramalho conversou com o elenco em um dos campos do CT da Barra Funda.

“Não foi uma dura”, disse. “Foi só a realidade, que a gente não se classificou porque a gente não mereceu. É muito pouco o que fizemos para classificar. A gente tem que olhar para dentro da gente. Tem que sentir isso. Os culpados somos nós. Temos que melhorar, e muito”.

No papo com os jogadores, o treinador citou, além da queda nas quartas de final para o Penapolense (com derrota nos pênaltis, em pleno Morumbi), a eliminação para a Ponte Preta, na semifinal da Copa Sul-americana do ano passado. Disse que, nos dois casos, seria obrigação do São Paulo avançar de fase enfrentando adversários de menor expressão.

“A gente tem que aproveitar o que tem de bom. E o que é de ruim, não tem que ser feito. Futebol é resultado. Trabalhar, todo mundo trabalha. É bonito. Não tem ninguém que não trabalhe. Mas tem que ter resultado. No futebol, a gente só é visto pelo resultado. O que fica é resultado, não tenha dúvida. Tem que ganhar. É isso que cobramos hoje”, contou.

O tom da conversa não foi duro. Principalmente porque Muricy sentiu o abatimento dos atletas desde quinta-feira, quando os titulares se limitaram a dar voltas no gramado, cabisbaixos. Nesta sexta, novamente não houve nenhuma brincadeira entre eles – ao contrário, o volante Fabrício e o meia Maicon até trocaram tapas e ofensas depois de uma disputa de bola.

“É claro, teve também palavra de conforto, de que a vida continua. É normal estarem de cabeça baixa mesmo, mas a vida continua. Seria estranho se estivesse todo mundo contente, alegre. Isso mostra que os caras sentiram. É natural do ser humano. Não gosta de perder. Seria estranho se fosse o contrário. Mas, daqui a pouco, vão esquecer. A vida é assim. Já aconteceu várias vezes”, ponderou.

A previsão do treinador é de que os atletas esqueçam o novo insucesso assim que a equipe voltar a campo. O próximo compromisso, no entanto, será apenas em 9 de abril, frente ao CSA, no Morumbi, pela partida de volta da primeira fase da Copa do Brasil. No jogo de ida, o São Paulo abriu vantagem ao vencer por 1 a 0, em Maceió.

Fonte: Gazeta  Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*