Dirigente adia decisão sobre Luis Fabiano, que promete ‘se calar’

O terceiro cartão amarelo recebido por Luis Fabiano

Adalberto Baptista: ‘Decisão será interna’ (Foto: Anderson Rodrigues/Globoesporte.com)

no período de três jogos neste Campeonato Brasileiro irritou a comissão técnica e a diretoria do São Paulo. Suspenso, o atacante não entrará em campo no clássico contra o Santos, no estádio do Morumbi, no próximo domingo, às 18h30m. O vice-presidente de futebol Adalberto Baptista admitiu a possibilidade de punição, mas assegurou: a decisão ainda será tomada pela diretoria.

– Vamos tomar nossa atitude de acordo com o que a gente pensar, não vocês (jornalistas). Ele mesmo sabe os excessos que pode ter cometido. Internamente, nós vamos resolver e ele vai melhorar neste quesito. O nervosismo, às vezes, é uma circunstância do jogo. Podem ficar tranquilos, porque essas coisas a gente resolve internamente – disse, em rápida entrevista após o desembarque da delegação tricolor.

Revoltado com a atitude do árbitro, o Fabuloso deixou o gramado do Beira Rio após a derrota por 1 a 0 para o Internacional reclamando da arbitragem de Wilton Pereira Sampaio. Com outro discurso na manhã desta quinta, Luis Fabiano admitiu seu erro no desembarque da delegação tricolor na capial paulista, mas se defendeu: em muitas oportunidades, ele apenas dialoga com o juiz, em vez de retrucar a decisão apitada.

– Vou parar de conversar com o juiz. Muitas vezes eu não reclamo, só converso, e mesmo assim tomo cartão. Isso é uma coisa que tem prejudicado eu e o grupo. Muitas vezes o juiz faz o que quer e ninguém fala nada. É muito mais fácil ele dar cartão do que reconhecer o próprio erro – lamentou.

A derrota no Sul foi a segunda do São Paulo neste Brasileirão. Após a goleada por 4 a 2 sofrida para o Botafogo na estreia, o Tricolor bateu o Bahia por 1 a 0 no Morumbi, e voltou a tropeçar contra o Internacional nesta quarta. O triunfo tricolor sobre os baianos, aliás, foi o único das equipes paulistas na competição até aqui, em 16 partidas disputadas.

Luis Fabiano não gostou da apresentação são-paulina contra o Colorado, mas descartou qualquer preocupação em relação ao futuro. Na sua opinião, o Campeonato Brasileiro é muito longo para que haja preocupação e reclamações com apenas três rodadas de torneio.

– Não fizemos uma boa partida, mas, independente disso, acho que tem muito para acontecer. A gente tem um clássico no próximo fim de semana e depois uma final contra o Coritiba, que é o nosso grande objetivo. Temos muita coisa para corrigir, mas não é o fim do mundo – completou, lembrando o confronto com a equipe paranaense, pela semifinal da Copa do Brasil, competição que o Tricolor nunca conquistou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*