Diego Forlán e Chulapa lamentam morte de Pedro Rocha e reverenciam ídolo

Pedro Rocha deixou uma legião de fãs. Morto na segunda-feira, aos 70 anos, o ex-jogador teve entre seus admiradores Serginho Chulapa, companheiro de São Paulo nos anos 70, e Diego Forlán, filho de Pablo Forlán, que brilhou com Pedro Rocha no tricolor paulista.

“Foi a pessoa mais extraordinária que eu já conheci no futebol. Inteligentíssimo dentro e fora de campo. Um cara calmo e simples. Eu tive a felicidade de jogar com o meu ídolo”, orgulha-se Serginho Chulapa, que iniciava no São Paulo quando Pedro Rocha já era a estrela do time.

O São Paulo prestou homenagem ao uruguaio. A Conmebol e o Penãrol também exaltou Pedro Rocha. “O futebol perdeu uma glória”, estampou o site oficial do Peñarol.

Compatriota de Rocha, Diego Forlán conta que o pai contava histórias envolvendo Pedro Rocha. Pedro e Pablo defenderam juntos o Peñarol, São Paulo e seleção do Uruguai. Diego Forlán não era nascido.

“Meu pai me conta que uma vez, em um clássico jogando pelo Peñarol, o Pedro fez três gols e no último caminhou com a bola pra dentro do gol olhando para as arquibancadas. Driblou o goleiro, caminhou com a bola nos pés para dentro da goleira, celebrando e olhando para as arquibancadas. Ele era um craque de verdade”, diz Diego Fórlan, atleta do Internacional.

FAMOSOS LAMENTAM MORTE DO EX-JOGADOR PEDRO ROCHA

  • SERGINHO CHULAPA, que atuou com Pedro Rocha no São Paulo, nos anos 70

    “Foi o jogador mais extraordinário que eu já conheci na minha vida. É uma grande perda. Um cara do bem. Ele era calmo. Quando vinha cobrar alguma coisa, chegava com tranquilidade e sabia passar a mensagem, de uma forma educada, como nunca tinha visto antes”

  • DIEGO FORLÁN, atacante do Inter e filho de Pablo Forlán, que formou dupla com Pedro Rocha nos anos 70

    “Para mim é uma figura muito especial porque ele é muito amigo do meu pai, me conhece desde criança. Nós temos uma ligação muito forte com a família. Ele e meu pai jogaram juntos, têm muita amizade, então estamos muito chateados. No futebol uruguaio, assim como brasileiro e a torcida do São Paulo, sei que estão chateados também”

  • MARCO AURÉLIO CUNHA, ex-dirigente do São Paulo

    “O Pedro Rocha foi o símbolo da retomada do São Paulo. Era uma época em que o clube tinha dado maior atenção à construção do Morumbi. Com o Pedro Rocha, outros grandes jogadores chegaram por volta de 1970. Era uma pessoa elegante, cordial. Meu ídolo na juventude. Era do nível de Ademir da Guia e Zico”

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*