Derrota aproxima Muricy de 6ª queda internacional para brasileiros no SP

A derrota por 3 a 1 para a Ponte Preta no primeiro jogo da semifinal da Copa Sul-Americana aproximou o técnico Muricy Ramalho da sexta queda eliminação para adversários brasileiros em competições internacionais pelo São Paulo. Além de quatro quedas no mata-mata da Libertadores, o treinador já havia sido derrotado uma vez na mesma Copa Sul-Americana. Agora, a tarefa de passar á final está mais difícil do que nunca.

Segundo o site Chance de Gol, a Ponte Preta tem 99,9% de chance de atingir a decisão da Copa Sul-Americana, contra o vitorioso do confronto entre Lanús (ARG) e Libertad (PAR). Ao São Paulo, resta 0,01% de chance: o time de Muricy tem de vencer por pelo menos três gols de diferença, ou por 4 a 2 ou placares maiores com diferença de dois gols.

Entre 2006 e 2009, Muricy conquistou três vezes o Brasileirão e a eterna idolatria da torcida são-paulina. Neste mesmo período, foi eliminado da Libertadores por quatro vezes – na quarta, acabou demitido. Na sequência cronológica, os tropeços aconteceram para Internacional, na final, Grêmio, nas oitavas, Fluminense, nas quartas, e Cruzeiro, novamente nas quartas.

Muricy também já caiu contra brasileiros na mesma Sul-Americana que agora representaria possibilidade de título para o São Paulo. Em 2008, o técnico colocou um time reserva para jogar a primeira fase da competição contra o Atlético-PR e acabou eliminado.

Após seu retorno para o São Paulo, Muricy Ramalho conseguiu salvar o clube do rebaixamento no Brasileirão. Ele assumiu a equipe na 18ª colocação do campeonato e promoveu ótima campanha, que fez o time chegar a ter chances de brigar por vaga para a Copa Libertadores, no topo da tabela.

Neste retorno ao São Paulo, Muricy não tem adotado o estilo ranzinza que o caracterizou na passagem em que se tornou tricampeão brasileiro. O técnico está mais brincalhão, não tem sido combativo em entrevistas coletivas, mas continua se irritando sobre um tema: exatamente as eliminações em competições de mata-mata.

O estigma que Muricy carregou durante anos, de que era um técnico com desempenho ruim nas competições eliminatórias, de mata-mata, deve-se muito à passagem pelo São Paulo na qual caiu quatro vezes na Libertadores. No Santos, em 2011, Muricy venceu a competição ao lado de Neymar e Paulo Henrique Ganso e fez com que o rótulo fosse quase esquecido.

Nas vezes em que foi questionado sobre o tema durante as últimas semanas, Muricy disse que tal rótulo foi “criado pela imprensa” e usou o grande número de títulos e bons trabalhos para se defender.

Na próxima quarta-feira, o São Paulo volta a enfrentar a Ponte Preta em partida que deverá acontecer no Romildo Ferreira, em Mogi Mirim, após o veto ao Moisés Lucarelli, em Campinas.

 

fonte: Uol

2 comentários em “Derrota aproxima Muricy de 6ª queda internacional para brasileiros no SP

  1. O SPFC dos meus sonhos tem dois treinadores, dois reis: o rei Muricy para todas as competições de pontos corridos e o rei Felipão para todas as competições mata-mata que o TRICOLOR disputar.

    Obs. 01: o salário de ambos serão mantidos e eu serei o presidente do SOBERANO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*