De forma épica, São Paulo vence o Corinthians no Pacaembu

spfcxsccp

Tido como “zagueiro-artilheiro” por conta de seus quatro gols no Paulistão, Antônio Carlos por muito pouco não foi o vilão do São Paulo neste domingo. O jogador foi às redes duas vezes, mas ambas contra seu time. No Pacaembu, o Tricolor saiu atrás no placar após o defensor marcar contra, porém buscou a virada com Ganso – em um golaço – e Luis Fabiano. O camisa 4 ainda fez outro tento para o lado errado, e acabou salvo por seu parceiro de defesa, Rodrigo Caio, que de cabeça deu a vitória ao clube do Morumbi por 3 a 2 no Majestoso válido pela 13ª rodada do Paulistão.

Sem Jadson, que não pôde atuar por conta do acordo feito entre Timão e Tricolor, a equipe alvinegra teve muita dificuldade para criar durante toda a partida, só que contou com a estrela do garoto Luciano para abrir o placar aos nove minutos: ele bateu cruzado e Antônio Carlos, ao tentar afastar, mandou contra o seu próprio gol.

A partir disto, a defesa corintiana, que não sofria gols há dois jogos, apostou no bloqueio na entrada da área para evitar perigo. O time do Morumbi, mesmo com posse de bola bem maior, não conseguia infiltrar na área do goleiro Cássio. Ganso, até então apagado, usou de sua qualidade para resolver aos 38. Depois do passe de Maicon, acertou uma bomba de fora da área com perna esquerda, no ângulo da meta rival, e o placar do primeiro tempo (no qual Mano Menezes foi expulso perto dos acréscimos) terminou em 1 a 1.

Depois do intervalo, Souza saiu com dores no joelho no São Paulo, assim como Renato Augusto, muito apagado no Corinthians – Wellington e Guerrero entraram, respectivamente. Não foi nenhum dos dois, porém, quem resolveu para a virada são-paulina. Aos cinco, o contestado Douglas fez boa jogada e lançou Pabon, que cruzou para Luis Fabiano. O centroavante pegou bem na bola, para marcar o segundo gol.

O Corinthians igualou o placar em jogada parecida com a do primeiro gol. Guerrero dominou na esquerda e bateu cruzado para o meio da área. Um leve toque de Antônio Carlos tirou Rogério Ceni e sua defesa da jogada, e mandou a bola de forma mansa para o fundo do gol: 2 a 2. Já aos 33, Osvaldo colocou na segunda trave e Rodrigo Caio aproveitou o vacilo de Uendel para subir em suas costas, decretar a vitória e fazer o time de Muricy Ramalho voltar a vencer um clássico depois de 12 jogos (eram sete partidas contra rival sem gols, também).

Já classificado às quartas de final, o São Paulo é o líder do Grupo A com 24 pontos, enquanto o Corinthians – que viu Guerrero sentir uma lesão muscular no fim e terminou com dez jogadores – ainda sonha com a vaga na próxima fase: é o terceiro no Grupo B com 20 pontos, a dois do vice, Ituano. Enquanto o Timão ainda pega Penapolense e Atlético Sorocaba nas duas últimas rodadas, a equipe ainda precisará torcer para o rival que o venceu nesta tarde, pois o Tricolor joga contra Botafogo e Ituano, os dois líderes da chave alvinegra.

 

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 X 3 SÃO PAULO

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 9 de março de 2014, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Público: 29.119 pagantes
Renda: R$ 1.003.813,50
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira e Anderson Jose de Moraes
Cartões amarelos: Cássio e Luciano (Corinthians); Maicon, Antônio Carlos e Wellington (São Paulo)

Gols:
CORINTHIANS: Antônio Carlos, contra, aos nove minutos do primeiro tempo e aos 14 minutos do segundo tempo.
SÃO PAULO: Paulo Henrique Ganso, aos 38 minutos da etapa inicial; Luís Fabiano, aos nove do segundo tempo e Rodrigo Caio aos 34. CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Cleber, Gil e Uendel; Ralf, Guilherme, Bruno Henrique (Danilo) e Renato Augusto (Guerrero); Romarinho (Emerson) e Luciano
Técnico: Mano Menezes

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Rodrigo Caio, Antônio Carlos e Álvaro Pereira; Maicon, Souza (Wellington) e Ganso; Pabon, Osvaldo (Ademílson) e Luis Fabiano
Técnico: Muricy Ramalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*