Corinthians pode economizar R$ 150 mil com Pato no SP

A troca entre São Paulo e Corinthians, que consiste na saída de Alexandre Pato para o clube do Morumbi e Jadson para o time alvinegro, está quase acertada. Os clubes já chegaram a um acordo sobre as bases dos contratos, mas até o momento nada está assinado. Caso a negociação se concretize, a equipe do Parque São Jorge pode economizar R$ 150 mil. Uma definição deve sair nas próximas horas.

UOL Esporte apurou que os clubes chegaram a um acordo na noite desta quarta-feira. Pato, que nem compareceu ao Pacaembu com a delegação corintiana para o jogo contra o Bragantino pelo Paulista,  iria para o tricolor por empréstimo até o fim de 2015. Além disso, o Corinthians ainda pagaria parte do salário do atacante e a remuneração integral de Jadson. Mesmo assim, a economia chega a R$ 150 mil.

Em conversa com jornalistas no Pacaembu, o presidente corintiano, Mário Gobbi, negou que já existe um acerto entre as equipes. No entanto, as informações são de que os advogados de ambos os clubes trocam minutas para um acerto definitivo.

“Eu digo que temos algumas propostas, nós estamos vendo se é bom para o Corinthians. Caso seja, nós podemos fazer”, afirmou.

Um dos impasses pode ser na situação de Jadson. O meia possui contrato com o São Paulo até o fim de 2014, algo que a direção corintiana ainda precisa acertar. Já Pato, tem vínculo com o Corinthians até 2016. Em tese, o atacante ficaria no rival até 2015 e voltaria para o último ano de contrato. Caso o time do Morumbi tenha interesse em ficar com o jogador em definitivo, terá que pagar um valor aproximado de 15 milhões de euros.

“Se o Corinthians empresta o Pato para um clube ‘X’ e esse clube mandar jogador ‘Z’, ao final do empréstimo o clube vai ter que pagar 15 milhões de euros por ele (valor da compra)”, afirmou Gobbi, que aproveitou para afastar a ideia de ceder o atacante de graça para o rival após o período de empréstimo. “Meu filho, aqui não tem Papai Noel. Jogador ‘Z’ nenhum vale o que vale o Pato.”

Mesmo sem confirmar um acerto entre os clubes, Gobbi já fala sobre Pato em tom de despedida. Para o dirigente, a passagem do atacante pelo Parque São Jorge não foi uma decepção.

“Por que não deu certo no Corinthians? Poxa vida, é porque o futebol tem essas nuances, esses mistérios. É difícil. Pode ser que ele dê certo. Calma, pode ser que ele dê certo. O Pato tem aqui todo o respeito, o respaldo e o espaço para o ficar. Vamos ver o que é bom para o clube. Pato é um grande jogador, não foi uma decepção de jeito nenhum. Ele é um craque. Eventualmente, acontecendo a hipótese de ele se envolver em uma permuta, é temporário porque ele tem contrato até 2016, o Corinthians investiu milhões de euros por ele. O Pato é patrimônio do clube”, analisou.

O presidente do Corinthians aproveitou para negar que a decisão de negociar o jogador aconteceu por conta da invasão de torcedores no último sábado.

“As decisões sobre vinda e saída de jogador não se baseiam em manifestações de torcida, se baseiam em decisões da equipe técnica e pelo interesse da proposta. O torcedor é um passional, se você marca um ou dois gols você já vira ídolo da torcida, então isso não é considerado”, disse.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*