Contra um dos ‘vilões’ de 2013, São Paulo dá atenção à preparação física

O elenco são-paulino se reapresentou, na manhã de ontem, sem muitas novidades. A principal delas foi a chegada do lateral-direito Luis Ricardo, ex-Portuguesa. Mesmo sem tantas mudanças após o baixo rendimento na temporada anterior, o Tricolor se apega na evolução da preparação física para obter melhores resultados neste ano.

De olho em 2014, a comissão técnica já iniciou os trabalhos no final do ano anterior. Os profissionais fizeram reuniões para detalhar todos os pontos do planejamento de treinos. Os exames médicos também foram feitos antes do término do Nacional.

Uma das principais mudanças é a de que os jogadores já terão contato com bola logo nos primeiros dias. O trabalho será leve, priorizando as questões físicas. No final desta semana, o técnico Muricy Ramalho deve começar a esboçar a sua equipe. As atividades, na primeira semana, ocorrerão durante dois períodos.

Os comandantes das atividades físicas serão os preparadores José Mário Campeiz e Sérgio Rocha. Em 2013, foi Alexandre Lopes quem ordenou os treinamentos da equipe.

O maior tempo de férias dos atletas também auxiliou a comissão técnica, pois os jogadores voltam com as baterias recarregadas, tanto no aspecto físico como no mental. Na primeira semana, os jogadores devem permanecer no CT da Barra Funda e, depois, vão para Cotia.

– A gente está se cercando de todos os cuidados. Nós reunimos todos os dados para ver o que aconteceu em 2013, o que estava errado e o que estava certo. Não teremos também o fato de haver jogos intercalados entre competições (confira ao lado) – explicou o preparador físico do Tricolor, Sérgio Rocha, ao LANCE!Net.

O goleiro Rogério Ceni, que completará 41 anos no próximo dia 22, tem um cuidado maior da comissão técnica, mas, não há nenhum treino específico reservado ao jogador.

A diretoria paulista intensificará nessa semana a busca por reforços e definirá quais dos atletas que voltam de empréstimo podem ser aproveitados. Enquanto isso, a comissão técnica busca melhorar o aspecto físico e pôr fim a um dos “vilões” de 2013.

Bate-Bola
Sérgio Rocha, preparador físico do São Paulo, em entrevista ao LANCE!Net

LANCE!: Como será a preparação física?
O planejamento já foi feito desde o ano passado. É algo muito disciplinar da fisiologia e da preparação física. Já vem desde o ano passado as nossas reuniões e agora estamos colocando em prática. A gente já está optando por testes com bola, um trabalho físico com bola. Desde hoje (segunda-feira) começamos, mas com o objetivo físico. Vamos trabalhar com bola mais no final de semana.

L!: O fato de as férias terem sido maiores é um dos principais pontos de auxílio para a comissão técnica?
Eu acho que assim é sempre bem-vindo um período maior, nos ajuda, é melhor do que dez dias. Mas ainda falta um pouco, precisávamos de mais tempo de pré-temporada para realmente nos prepararmos bem.

L!: Quais serão as principais mudanças do planejamento da comissão técnica em relação ao de 2013?
No ano passado, tivemos a primeira fase da Libertadores muito cedo. Agravou com a pré-temporada muito curta e os jogos muito cedo, ainda com altitude.  Nesse ano, não teremos isso tão cedo.

L!: O fato de conhecer grande parte do elenco ajuda bastante vocês? Em que aspectos isso auxilia?
Ajuda, você tem os dados do ano passado, fizemos os exames médicos no ano anterior. Já temos o contato diário e sabemos como cada um dos jogadores vai reagir.

L!: Como lidar com o fato de o clube ter menos jogos do que em 2013?
A questão nem é só os jogos, mas a questão como foram. Em alguns momentos, muitos jogos na mesma semana e estávamos em um momento  complicado, na tabela e no emocional. Espero que não tenhamos de viver isso novamente.

L!: Qual é o clima do clube para esta temporada que se inicia?
O pessoal está revitalizado  e temos objetivos a serem cumpridos.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*