Contra time de coração, Rivaldo volta a disputar Choque-Rei após 15 anos

Rivaldo considera uma honra defender o São Paulo no fim de carreira, mas coloca o Palmeiras, ao lado do Mogi Mirim, como seus times de coração. Uma das estrelas da equipe alviverde nos anos 90, turbinada na era Parmalat, Rivaldo volta a participar de um Choque-Rei, como é denominado o clássico entre são paulinos e palmeirenses, após 15 anos.

Esse tipo de encontro reserva boas lembranças a Rivaldo. Nas oito vezes em que participou de um Palmeiras x São Paulo, ele venceu cinco ocasiões, perdendo apenas uma vez, todas elas representando o time do Palestra Itália.

Agora como jogador do São Paulo, Rivaldo está confirmado para o duelo deste domingo, às 16h, no Morumbi, pelo Paulistão. O camisa 10 tricolor formará quarteto ofensivo com Dagoberto, Fernandinho e Lucas.

A última participação de Rivaldo em um Choque-Rei ocorreu em 28 de abril de 1996, com vitória do Palmeiras por 3 a 2, em Presidente Prudente. A competição valia pelo Paulista. O meia marcou um gol.

Antes de acertar com a equipe do Morumbi neste começo de ano, o pentacampeão mundial tentou realizar o sonho do filho, Rivaldo Júnior, torcedor fanático do Palmeiras.

Juninho, como é chamado, queria ver Rivaldo no Palmeiras, pois era muito pequeno quando o pai atuou pelo time do Palestra Itália. Mas a contratação foi vetada por Luiz Felipe Scolari.

Amigos, Felipão e Rivaldo evitaram uma nova parceria após forte desgaste no Uzbequistão.

O jogador convidou o técnico a dirigir o Bunyodkor. Felipão topou. Mas o xeique do clube quebrou pouco depois, devendo 12 meses de salários aos profissionais, incluindo Rivaldo e Felipão. Isso criou uma sensação de desconforto no treinador, que havia acreditado na palavra de Rivaldo.

Do Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*