Com só um reforço e sem Aloísio, São Paulo sofre para montar time

O São Paulo vai se reapresentar na segunda-feira com apenas um reforço para a temporada de 2014.Luis Ricardo, lateral-direito que estava na Portuguesa, vai carregar a responsabilidade de ser a única cara nova do Tricolor. Além disso, o time não vai ter mais o atacante Aloísio, de saída para o Shandong Luneng, da China e o também atacante Welliton, que volta para o Spartak Moscou, da Rússia. Outros que podem sair são o meia Jadson, na mira do futebol europeu, do Fluminense e do Grêmio, além do volante Wellington, que interessa ao Inter de Milão, da Itália.

Insatisfeita com baixa movimentação do clube no mercado de contratações, a torcida já protestou bastante na estreia são-paulina na Copa São Paulo, na sexta-feira, quando o time ficou no 1 a 1 com o Kashiwa Reysol. Mas o presidente Juvenal Juvêncio, que vai deixar o cargo em abril, não vai mudar a sua filosofia: ficar de olho em negócios que façam o clube gastar pouco ou quase nada para se reforçar.

–  Vocês não gostam de ouvir isso, porque é o anticlímax. Mas o negócio está muito mal. O negócio começou a piorar na Europa, onde até clubes estão sendo vendidos. Futebol ficou muito caro. Eu não vou dizer para vocês quando o (técnico) Cuca vai ganhar na China. Mas se ele não gostar da China e quiser voltar, como ele vai fazer para ganhar aquele alto valor de salário no Brasil? – comentou Juvenal.

Luis Ricardo São Paulo (Foto: Site oficial do SPFC)Luis Ricardo é o único reforço contratado pelo São Paulo para 2014 (Foto: Site oficial do SPFC)

O São Paulo até tentou ir às compras no exterior. Mas as altas pedidas pelo volante Jucilei, do Anzhi, da Rússia, e o meia chileno Vargas, que estava no Grêmio, mas pertence do italiano Nápoli, assustaram os cartolas tricolores. Segundo o dirigente, se o São Paulo aceitasse as condições impostas pelo clube italiano, Vargas custaria R$ 1,3 milhão por mês.

–  Você pensa que eu vendo e compro por ato de lazer? Ora – disse Juvenal.

Como efeito de comparação, no início de 2013, o São Paulo apresentou três reforços: o zagueiro Lúcio, e os atacantes Aloísio e Negueba. Como a maré não está favorável, a diretoria são-paulina vai colocar na conta de 2014 os retornos do meia Cañete, que estava atuando por empréstimo na Portuguesa e do lateral-esquerdo Henrique Miranda, que retorno de passagem pelo Figueirense.

–  Eu espero que o São Paulo consiga se reforçar para termos um elenco forte para 2014. Mas se não chegar ninguém, vamos nos esforçar para que isso não faça diferença dentro de campo. Temos ótimos jogadores – comentou o atacante Osvaldo, que espera recuperar o vistoso futebol que o levou à seleção brasileira.

 

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Com só um reforço e sem Aloísio, São Paulo sofre para montar time

  1. jj ditadorzinho como os demais desse nosso paiz.
    Estamos sem atacantes donos da 9,
    venderam o racudo e o welliton foi embora, gracas.
    Agora estamos mesmo refens desse amarelao pipokkkero,
    o tal mico do adalberto porchi.
    O Walter era dificill, foi ou esta indo pro Sport,
    no Olimpia Py, tinha o volante Aranda, foi pro Vasco,
    e assim vai, o VArgas e carissimo vai pro Santos,
    viramos mesmo um nada, nadinha.
    Que mentalidade jj, e brigar para nao cair mesmo.
    Se cuide pois os ze kariokas da vida, nisso sao muito fortes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*