Ceni critica marcação de faltas em Neymar: “Em 50%, é simulação”

Com 70 faltas recebidas no Campeonato Brasileiro, o meia Neymar é um dos jogadores mais caçados em campo durante a competição. Mas na opinião do goleiro Rogério Ceni, do São Paulo, nem metade das faltas marcadas em cima do atacante do Santos existiram.

– Garanto que nem 50% das entradas são faltosas, nem 50%. Agora, que ele é o melhor jogador do Brasil não se discute. Mas em 50%, é simulação – afirmou o camisa 1 do Tricolor Paulista no programa “Bem, Amigos!” desta semana.

Em discussão levantada pelos participantes do programa sobre a necessidade do jogador ser protegido pela arbitragem devido ao seu talento e porte físico, Rogério discordou do jornalista Alberto Helena Jr., que acredita que 99% das entradas feitas em Neymar são faltosas.

Para o goleiro, o juiz não pode entrar disposto a proteger determinado jogador em campo. E sim aplicar a regra da futebol com igualdade para todos os atletas.

– Ninguém tem que ser protegido no futebol. A regra tem que ser igual para todos, não tem talento a mais ou a menos. A regra tem que ser igual para quem pesa 60 ou 90 quilos. Se fizer falta, tem que ser falta. Se não fizer não tem que ser – disse Rogério.

– Hoje, qualquer empurrão no Neymar as pessoas tendem a achar que foi agressão. Tem que achar um meio termo – acrescentou o ex-jogador e comentarista Caio Ribeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*