Carneiro será reforço pós-Copa para não queimar etapas

Depois da Copa do Mundo é certo que o São Paulo vai contar com um reforço. Com tranquilidade, o departamento de futebol do clube trabalha para promover a estreia de Gonzalo Carneiro no segundo semestre. Contratado em abril deste ano, o uruguaio ainda não vestiu a camisa da Tricolor e dificilmente será relacionado para o jogo desta terça-feira (12), no Morumbi, contra o Vitória.

Por causa de uma pubalgia, o atacante não entra em campo desde o ano passado – a última vez que jogou foi pelo Defensor Sporting, do Uruguai, em novembro. O plano do São Paulo é de que o jogador termine o processo de recuperação, com tranquilidade, durante a pausa para a Copa do Mundo. Na ocasião, após a folga, o departamento de futebol terá mais duas semanas para prepará-lo.

Até mesmo pelo bom momento do time, que quebrou um histórico tabu e venceu o Atlético-PR pela primeira vez na Arena da Baixada no último sábado (9), o técnico Diego Aguirre não vê necessidade de forçar a entrada de Carneiro, que tem treinado normalmente com os demais companheiros no CT da Barra Funda. A provável estreia dele deve acontecer contra o Flamengo, no dia 18 de julho.

Contratado em abril por R$ 2,6 milhões, ele é considerado uma das principais promessas do futebol uruguaio. Por isso, o São Paulo considerou oportuno fechar o negócio, mesmo com o jogador lesionado. Na visão dos tricolores, era melhor fazer com que ele se recuperasse fisicamente no Reffis do que no Uruguai. Além disso, o jogador de 22 anos tinha contrato com o Defensor perto de terminar e, desta maneira, o poder de barganha dos brasileiros aumentou.

Com 1,94 m, o atacante se destaca por sua habilidade e velocidade. Desde a estreia como profissional no Defensor Sporting, em 27 de outubro de 2015, Carneiro disputou 41 partidas, sendo 19 como titular e somente seis com 90 minutos completos. No total, ele balançou as redes 12 vezes.

 

Fonte: Uol

5 comentários em “Carneiro será reforço pós-Copa para não queimar etapas

  1. Estratégia quase perfeita. Eu apenas não daria os 12 dias de folga pro atleta que não tem necessidade nenhuma de descanso longo e, tantos dias a mais de preparo físico só aumentaria suas chances de acompanhar a dinâmica dos jogos intensos que estão por vir.
    Pensem nisto!!!

  2. Acho que faltando apenas um jogo para a parada antes da Copa, é melhor investir esse tempo na preparação física desse jogador que veio lesionado.
    Espero que ele consiga dar conta das expectativas depositadas no seu futebol, pois uma coisa é certa, oportunidades não lhe faltarão.

  3. Hoje em dia qualquer jogador vale isso que foi pago no Gonzalo, a aposta é válida sim e se der certo dentro de campo, fora dele o lucro numa futura venda tbm deve ser alto, porém se não der certo o prejuízo não é dos maiores.
    Uma pena o Cueva ser um vagabundo mimizento, pq sabe jogar bola e com vontade seria muito útil ao time.

    • Concordo. O clube praticamente não corre risco com ele e pode acabar lucrando muito, em campo e nos cofres. Exceto pela lesão, esse deveria ser o perfil de atleta procurado pelo SPFC: jovem em ascensão, veteranos envolvem muitos riscos.

  4. É uma aposta válida.
    No passado era muito comum esse tipo de contratação com base em olheiros e avaliação de diretores. Assim trouxemos jogadores como Lugano, França, Palhinha, Dodo entre outros desconhecidos que se tornaram estrelas no SP.

    Acho que tem que ter um balanço entre jogadores realidade (Éverton), apostas com baixo custo (Carneiro) e oportunidades (Anderson M, e Nene).

    Sou contra:
    empréstimo de jogadores sempre ficamos sem o jogador e com buracos no elenco… Calleri, Valdivia, MG… fora
    Ou contratações caras por causa da fase do jogador, ou seja compramos um jogador no momento de alta… Tréllez, Jean, Diego S…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*