Ataque são-paulino finda jejum de quatro jogos e salva defesa

O São Paulo venceu o XV de Piracicaba por 3 a 1, na quarta-feira, porque o sistema ofensivo voltou a funcionar depois de quatro rodadas e encobriu uma falha cometida pela defesa – mais uma noCampeonato Paulista – ainda no começo do jogo.

Logo aos dois minutos, após cobrança de escanteio, o lateral esquerdo uruguaio Álvaro Pereira não acompanhou a subida de Cafu da marca penal para o bico da pequena área, e o atacante teve liberdade para dominar a bola entre a barriga e a coxa e chutar para a rede.

Desde que perdeu por 2 a 0 para o Palmeiras, otime treinado por Muricy Ramalho tem pecado no setor. No clássico, Valdivia ficou livre para cabecear, e a zaga ainda cometeu um pênalti. A equipe também cometeu erros fatais na derrota por 2 a 1 para a Ponte Preta e no empate por 1 a 1 com o São Bernardo.

Mas a fase ofensiva também não vinha sendo das melhores. Nas quatro rodadas que antecederam o duelo em Piracicaba, o São Paulo balançou a rede apenas duas vezes, com o goleiro Rogério Ceni e o lateral esquerdo Álvaro Pereira, curiosamente contra Ponte e São Bernardo, jogos em que poderia ter somado mais pontos não fossem falhas de marcação.

Rubens Chiri/www.saopaulofc.net

Luis Fabiano e Pabon anotaram o segundo e o terceiro gols da vitória de virada por 3 a 1, em Piracicaba

Nesta quarta-feira, os homens de frente finalmente voltaram a fazer gol. Luis Fabiano anotou o segundo, após ótimo passe de Paulo Henrique Ganso, e depois sofreu pênalti convertido por Pabon. O empate tinha sido alcançado graças ao lateral direito Luis Ricardo, autor da falha contra a Ponte Preta e que voltou a ser titular justamente diante do XV.

 

O gol de Luis Fabiano foi seu sexto e o colocou na vice-artilharia da competição. “No ano passado, ele ficou muito tempo fora dos treinamentos e perdeu potência, força. Neste ano, fez uma boa pré-temporada e pôs a cabeça no lugar. A marcação é dura em cima dele, mas ele não desiste”, elogiou o técnico Muricy Ramalho.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Ataque são-paulino finda jejum de quatro jogos e salva defesa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*