Artilheiro do ‘time dos invictos’, Maicon ganha sequência no Paulistão

O São Paulo já perdeu para  Bolívar (BOL), Santos e Atlético-MG, mas o time que entra em campo neste domingo defende uma longa invencibilidade. Ney Franco vai poupar todos os titulares, e os reservas brincam internamente que estão imbatíveis. Desde o fim do ano passado, foram quatro jogos, com três vitórias e um empate.

Nessas partidas, ninguém fez mais gols do que Maicon. Ele marcou dois no clássico contra os titulares do Corinthians na última rodada do Brasileirão de 2012. Se fizer mais, contra o Penapolense, às 18h30, em Penápolis (transmissão em tempo real pelo LANCE!Net), o torcedor pode esperar uma comemoração com muita vibração, que já tem virado característica dele.

– Gol é sempre importante, independentemente de estar cinco ou seis a zero, é gol. A gente tem sempre de comemorar. O objetivo que a gente entra em campo é para jogar, vencer e fazer gols. Tem de sempre comemorar da mesma maneira, é um momento de explosão – afirma o meia do Tricolor.

Pouco utilizado no início desta temporada, Maicon vai para o terceiro jogo consecutivo como titular neste Paulistão Chevrolet. Nas outras duas partidas, atuou ao lado dos principais jogadores e agradou ao técnico Ney Franco.

Sequência que ele vê como necessária para conseguir se firmar entre os titulares. Posições para atuar na região central do campo não faltam ao atleta.

Nesse setor, ele terá a companhia de Paulo Henrique Ganso e Marcelo Cañete. Assim como Maicon, dois jogadores técnicos e de bom toque de bola. Para o meia, a qualidade individual de cada um vai ser decisiva para compensar a falta de entrosamento da equipe reserva.

Como Ney Franco ainda não conseguiu fazer a equipe titular engrenar, todo o elenco está de olho nas vagas disponíveis. Quando podem, os reservas cumprem o papel e ajudam a deixar o São Paulo no topo da tabela do Campeonato Paulista.

Maicon tem mais uma chance para mostrar seu futebol, vibrar com os gols, manter a invencibilidade dos reservas e tentar convencer Ney de que há espaço para ele não só quando os titulares são poupados.

Confira um Bate-Bola com Maicon, em entrevista exclusiva ao LANCE!Net

No Paulista, você vai para o terceiro jogo consecutivo como titular. O quanto essa sequência é boa para você mostrar seu futebol?
Não só para mim, mas para todo o grupo é bom ter ritmo de jogo para, quando o treinador precisar, estarmos prontos. Nesses jogos do Paulista, quando a gente joga com os reservas, além de termos que entrar e conseguir a vitória é para também colocar uma dúvida na cabeça do treinador, para ele saber que pode contar com todos.

Acha que está conseguindo colocar dúvida na cabeça do Ney?
A gente trabalha para isso. Não só nos jogos, mas também no dia a dia dos treinamentos o objetivo é sempre esse: estar se empenhando ao máximo para estar à disposição, entrar e corresponder. Nos jogos que joguei, acho que entrei bem e fiz gol. Com a ajuda de todos, vamos ganhando mais ritmo e vamos ficando mais entrosados em campo.

Está em seu melhor momento?
Não. Melhor momento acho que nunca a gente vai estar. Temos de estar melhorando e buscando um algo a mais. Já tive bons momentos, agora estou correndo atrás para conquistar meu espaço de novo. A gente sabe que a concorrência é muito grande aqui, muitos jogadores de qualidade. Então cada dia de treinamento é se empenhar o máximo para estar entre os 11 titulares.

Jogar ao lado de outros jogadores técnicos como Ganso e Cañete ajuda sua característica de jogo?
Representa bastante, são jogadores de muita qualidade. Ganso, Cañete, vai ter o Fabrício também. No ataque e na defesa também tem grandes jogadores. A gente tem de jogar próximos, trabalhar a bola e não ter pressa. Até porque, por ser o time reserva, a gente não tem aquele entrosamento, vamos na qualidade de cada jogador.

A invencibilidade do time reserva

Ponte Preta
Na penúltima rodada do BR-12, o Tricolor foi a Campinas sem nenhum titular e empatou em 0 a 0.

Corinthians
O mando foi do Tricolor, mas o jogo no Pacaembu. De virada, vitória por 3 a 1. Dois gols de Maicon e um de Douglas.

Atlético Sorocaba
No Morumbi, Paulo Henrique Ganso, de cabeça, e Cañete, de fora da área, garantiram a vitória por 2 a 1.

Guarani
Ceni foi o único titular em campo. Ele marcou um de falta. Antes, Aloísio tinha feito de cabeça. Vitória por 2 a 1.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*