Após partida com 13 desfalques, Leão ganha sete ‘reforços’ para o clássico

Depois da partida contra o Bahia pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, Émerson Leão afirmou que o resultado valeu pela quantidade de desfalques que o time tinha na ocasião, 13 no total. As carências dificultaram até mesmo a formação do banco de reservas.

Na derrota para o Internacional, na última quarta-feira, o lateral direito Douglas, recuperado de dores musculares, e o zagueiro João Filipe, que voltou após resolver problemas particulares, foram os primeiros a retornar ao time.

Diante do Santos, no próximo domingo, Leão ainda não poderá contar com os selecionáveis Lucas, Casemiro e Bruno Uvini, e nem com o artilheiro Luis Fabiano, suspenso após levar o terceiro amarelo, mas em compensação deve ganhar mais seis reforços para o duelo.

Os mais comemorados são Rhodolfo e Fabricio. O primeiro é titular absoluto da zaga e mesmo sem treinar com bola há 10 dias, tem chances de retornar contra o time da Vila Belmiro neste domingo às 18h30, no Morumbi.

Fabricio disputou apenas três partidas pelo São Paulo e agora, após uma pré-temporada particular, deve aparecer pelo menos como opção para o banco de reservas.

Édson Silva não estava na lista dos 13 que não atuaram contra o Bahia, mas virou desfalque na última rodada, após ingerir um remédio proibido e ser cortado de última hora. Se Rhodolfo não atuar, deve ser o escolhido para formar a zaga com Paulo Miranda.

Além deles, o São Paulo conta com o retorno dos jovens João Felipe, Henrique Miranda e Ademilson, que foram campeões pela seleção brasileira sub-20 em torneio realizado na África do Sul.

Os três foram titulares na vitoriosa campanha e Ademilson e João Felipe (capitão da equipe) marcaram os gols na final contra a Argentina.

Rogério Ceni, Wellington e Cañete seguem se recuperando de contusão. O goleiro, inclusive, sonha em retornar em uma possível final da Copa do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*