Antes do ‘jogo do ano’, Aloísio apoia campanha de doação de sangue

No Dia Nacional do Doador de Sangue, o atacante Aloísio deu uma pausa na preparação para o jogo da Copa Sul-Americana e foi ao Hospital HCor na manhã desta segunda-feira, para apoiar a campanha que visa conscientizar a população sobre a necessidade de doar sangue. Por ter treino à tarde, o jogador do São Paulo não pôde contribuir com uma doação.

– Entre encarar a agulha e o zagueiro, acho que o zagueiro é mais difícil… Brincadeira, não dói nada, mas hoje não poderei doar. Mas é importante que todo mundo que possa doe, isso pode salvar vidas.

Aloísio também esperar salvar o São Paulo na Sul-Americana. Depois de perder por 3 a 1 no Morumbi, o time de Muricy Ramalho precisa de uma vitória por três gols de diferença nesta quarta-feira, em Mogi Mirim, para avançar à final da competição que venceu na temporada passada.

– Estou louco para que chegue quarta-feira logo, para tentarmos mudar essa situação que nós mesmos nos colocamos. Passamos dificuldade no começo do Brasileiro, nosso primeiro semestre não foi legal, e temos a chance de mudar esse ano ruim agora. O torcedor do São Paulo merece a classificação – disse o atacante, que voltou a balançar a rede neste domingo, no empate por 1 a 1 com o Botafogo.

– Conversamos no vestiário que nossa postura já mudou, melhorou, mas ainda precisamos fazer mais um pouco do que fizemos no domingo para sair com a classificação na quarta. É ter paciência, tocar a bola, e fazer esses três gols que precisamos.

Fã faz loucura para encontrar Aloísio

Aloísio recebe carinho de fã (Foto: Maria Clara Ciasca)Aloísio recebe carinho de fã (Foto: Maria Clara Ciasca)

Antes de Aloísio chegar ao HCor, Gabriela Tanigawa entrou esbaforida na sala de espera. A garota de 20 anos largou a prova da faculdade que tinha para fazer e correu para tentar se encontrar com o jogador.

– Vi na internet que ele estaria aqui, aí fiz a prova correndo e vim. Se eu for mal, a culpa é dele – brincou a são-paulina, que na semana passada já havia dado outra demonstração de carinho por Aloísio.

A trabalho em um rodeio em Minas Gerais, ela soube que o atacante estaria em um evento em São Paulo e não teve dúvidas: parou o que estava fazendo e pegou o primeiro ônibus de volta para a cidade. Mesmo pagando para que sua cunhada a levasse de carro da rodoviária até a loja onde o jogador estava, chegou no local uma hora atrasada. Mas Aloísio soube da “loucura” e foi encontrar Gabriela, que acabou ganhando uma foto e um autógrafo de presente.

– Não é só por ele ser bonito, mas também joga muito bem. A voadora dele é fantástica. O Luis Fabiano não está em boa fase, e o Muricy está certo em deixar o Aloísio de titular. No time todo, ele só não é melhor do que o Rogério Ceni – disse a torcedora, que antes da admiração por Aloísio, tinha o meia Lucas, atualmente no Paris Saint-Germain, como principal ídolo no Tricolor.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*