Aguirre diz que São Paulo deve contratar novo volante

O técnico Diego Aguirre deu entrevista neste sábado, no Morumbi, após treino que foi aberto à torcida e marcado pela apresentação dos novos uniformes de treinamento do Tricolor. Ele lamentou a saída de Petros, a quem reputou como jogador importante para o grupo, e garantiu que um novo volante deverá ser contratado.

–  A saída de Petros é uma perda importante. Jogador que tem influência dentro do grupo e no campo. Mas são coisas que acontecem. Temos que olhar para frente. Pode ser que contrate um jogador para essa posição. Mas ainda não temos certeza. Talvez nos próximos dias – declarou.

Cueva, que está dispensado até o dia 9, após ter jogado a Copa do Mundo pelo Peru, continua na vitrine e pode ser vendido. Mas Diego Aguirre disse que, se ele não for negociado, será utilizado. O uruguaio entende que ele é um grande jogador e não se pode deixar de contar com um atleta deste quilate. Mas quer esperar para ver o que acontece no mercado.

Aguirre também falou que Gonçalo Carneiro vem melhorando dia após dia. O fato dele não ter terminado o treinamento deste sábado faz parte da estratégia de recuperação. Vale lembrar que ele chegou ao São Paulo com pubalgia e ainda não conseguiu estrear no time. Mas Aguirre garantiu que ele estará relacionado para o jogo de retomada do Brasileiro, contra o Flamengo, dia 18 de julho, no Maracanã.

O elenco do São Paulo terá folga neste domingo e volta a treinar em dois períodos na segunda-feira. Pela manhã, no CT da Barra Funda, e, de tarde, no CT de Cotia, onde a equipe ficará concentrada até o sábado. Há programação de quatro jogos-treinos e amistosos.

Paulo Pontes

8 comentários em “Aguirre diz que São Paulo deve contratar novo volante

  1. A saída do Petros será sentida se não tiver reposição.
    No nosso esquema tático é a posição mais importante é precisa de 3 “titulares”. Cartão amarelo, contusão, rodízio (pois volante tem que entrar 100% sempre).

    Mas…. teremos que apostar no Liziero! A prioridade é lateral direita e ponta direita.

    • Temos tbm o Araruna, que apesar de esforçado tem muito que evoluir como jogador taticamente já que tecnicamente não é um primor.
      Mas pode crescer entrando em alguns jogos como já o fez e ir adquirindo experiência, que facilitaria se tivesse jogadores experientes na sua posição pra servirem de exemplo.
      Tomara que seja um jogador útil e campeão com o SPFC.

  2. Foi uma posição que passamos anos sem uma boa dupla .
    Difícil um volante marcador e que saiba fazer a transição do meio para o ataque.
    Um reserva experiente como o Petros deve ser útil ao time.
    Nos garotos da base não existe um Arthur como o do grêmio.
    O próprio Liziero que começou bem, teve uma queda de rendimento e se mostra um pouco crú apesar de aparentar ser um bom jogador.

  3. Como será que está a situação do Souza, aquele volante que veio do grêmio em 2014 se não me engano? Aquele e monstro? Sp podia tentar !

  4. Falando de outros…técnicos.
    E lembrar o quanto torcemos para o Sampaoli ser nosso treinador.
    E lembrar o quanto os argentinos pediram que fosse ele a treinar suas seleção.
    Um cara que tem Higuain e Aguerro, dois dos maiores centroavantes do mundo, e entra sem nenhum atacante de área contra a França? Que tem Dibala, desejado por 10 entre 10 times europeus e que é adorado na Juventus, e não aproveita o jogador?
    Um time que tem Messi e muitos outros craques mas que entram em campo como um amontoado, sem nenhum esquema para cumprir, cada um por si, tentando resolver em algum lance fortuito?
    É difícil a arte de ser um treinador. É mais difícil, ainda, ter esperança que algum deles venha a ser sempre “o cara”. Alguns, como o Dorival Jr, que só vai bem treinando o Santos, parecem ser fadados a ter um único lugar a entender e executar suas ideias sobre o futebol ( quem sabe se o Sampaoli também só não vai ser bom para o Atlético Nacional). Outros não têm a oportunidade da vida treinando um time com um elenco razoável.
    Então o que fazer?
    Contratar um treinador torcedor (como o Rogério Ceni, por exemplo) por longo período, independentemente dos resultados iniciais, ou, como acontece nos últimos anos no S.Paulo, ir trocando trocando até que apareça o salvador?
    O que sei é que, ao menos para mim, o Sampaoli provou que um único bom trabalho, assim como, uma única boa temporada de um jogador, não pode ser a única referência na hora de se contratar um profissional capaz…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*