Brasil

brasil

 

Brasil desembarca em Fortaleza e despista torcedores no hotel

Na noite desta quinta-feira, o Brasil  desembarcou em Fortaleza-CE, cidade que sediará o jogo decisivo contra a Colômbia, válido pelas quartas de final da Copa do Mundo. Porém, os fãs que protagonizaram uma verdadeira festa verde e amarela na cidade tiveram que se contentar apenas com acenos.

Os comandados de Luiz Felipe Scolari chegaram à Base Aérea de Fortaleza às 19h30 (de Brasília), onde foram recebidos por, aproximadamente, duas mil pessoas. A concentração no local, segundo os torcedores, começou mais de três horas antes. Porém, os jogadores seguiram rapidamente para o veículo, que os esperava na saída do local, sob forte esquema de segurança.

Às 20 horas, o ônibus passou pela rua do hotel e se deparou com uma multidão de pessoas, que fizeram “plantão” no local. Entretanto, os atletas canarinhos desapontaram os presentes, entrando pela lateral do prédio e escapando de qualquer contato com os fãs.

O duelo contra os cafeteiros ocorre nesta sexta-feira, às 17 horas, na Arena Castelão. Quem vencer, terá pela frente França ou Alemanha nas semifinais. Os europeus se enfrentam no mesmo dia, mas às 13 horas, no Maracanã.

Fonte: Gazeta Esportiva

 

Neymar se sente como no “uintal de casa”, as aprova psicóloga

Apesar de ter sido um dos jogadores da Seleção a chorar após a partida de sábado, contra o Chile, Neymar não está nem um pouco incomodado com a pressão de jogar uma Copa do Mundo no Brasil ou de ser o protagonista da equipe verde-amarela. Nesta quarta-feira, a dois dias de mais um duelo decisivo, o atacante disse que tem tentado mentalizar o adversário como os vizinhos com quem jogava na infância.

“Eu falo isso para os meus companheiros, que eles têm que jogar como se estivessem no quintal de casa, jogando contra seu amigo. Você nunca quer perder para seu amigo, para não ser zoado por ele. Contra o Chile, eu não poderia perder para não ser zoado pelo Alexis (Sanchéz, seu colega de Barcelona). Vou levando essa responsabilidade em tom de brincadeira”, disse.

“É claro que existe pressão, mas eu tiro isso lembrando que jogar uma Copa é um sonho para mim. Eu sempre busquei isso, desde criança. Quando vi o Ronaldo, com topete, fazendo gol, dizia que queria jogar uma Copa. Hoje, estou disputando um Mundial, estou nas quartas de final. Não é para ficar pensando em pressão. A gente está jogando no quintal de casa, com nossa família e nossos amigos por perto. Tem que jogar futebol e ser feliz dentro de casa, e não ficar pensando que, se perdermos, estaremos mortos”, argumentou, na mesma linha de raciocínio.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Atacante minimizou pressão por jogar Mundial no Brasil e diz que se mentaliza jogando contra seus amigos

Nem todos os jogadores, no entanto, têm tido o mesmo controle emocional. O zagueiro e capitão Thiago Silva, por exemplo, chorou muito antes mesmo da disputa de pênaltis contra o Chile e pediu a Luiz Felipe Scolari para ir para o fim da fila no quintal de casa. Preocupado com a reação de alguns de seus comandados, o treinador chamou de volta a psicóloga Regina Brandão. Ela se reuniu com o elenco antes do treino de terça-feira à tarde, na Granja Comary, para retomar trabalho iniciado nos primeiros dias de preparação.

 

“Eu nunca tinha feito nada desse tipo. Até que eu estou gostando bastante. Não é só no esporte, no futebol. Não somos só nós que estamos envolvidos com esporte que temos que fazer psicologia. Até dou uma dica para vocês (jornalistas) procurarem fazer, porque faz bem para a vida, para o ser humano. O cara sai mais tranquilo, mais leve (da consulta). Nossa relação (com a Regina Brandão) é muito boa. Tenho aprendido muita coisa neste quesito, e espero que possa continuar fazendo”, aprovou Neymar, que tinha acompanhamento psicológico nas categorias de base do Santos, como todos os garotos, mas jamais apresentou problemas emocionais.

Os problemas recentes de Neymar eram físicos. Na segunda-feira, ele se reapresentou em Teresópolis com dores na coxa esquerda e no joelho direito, mas disse já ter se livrado delas.

“Estou bem, já estou recuperado”, assegurou. “E, na parte emocional, também ninguém do grupo está com problema, todos estão bem. O jogo contra o Chile foi emocionante. Eu fiquei muito emocionado, todos ficaram. Cada um tem sua emoção, mas estamos todos bem, preparados para enfrentar a seleção da Colômbia e, se Deus quiser, passar de fase”, concluiu o camisa 10, antes de almoçar rapidamente e se mudar de casa. Ainda nesta quarta-feira, a delegação segue para Fortaleza, palco das quartas de final.

Fonte: Gazeta  Esportiva

 

Felipão faz pegadinha, mas confirma volta de Paulinho ao time

No primeiro treino com bola com todo o elenco da Seleção Brasileira desde a classificação para as quartas de final da Copa do Mundo, Luiz Felipe Scolari surpreendeu na entrega dos coletes reservas, na manhã desta quarta-feira. Mas não se tratava das escalações finais, e sim de uma pegadinha do treinador, que redistribuiu os coletes e fez uma única mudança na equipe, colocando Paulinho na vaga do suspenso Luiz Gustavo.

Assim que os jogadores desceram para o gramado da Granja Comary, Felipão distribuiu coletes azuis para um grupo composto majoritariamente de reservas. Entre eles, estavam Fernandinho e Fred, titulares no último jogo. No grupo que parecia ser o de titulares, estavam Ramires, Hernanes e Willian. Seria uma mudança radical do treinador, que havia admitido a um grupo de jornalistas próximos que estava mesmo disposto a mexer na formação. Mas foi puro blefe.

Os dois times de dez jogadores de linha iniciaram os trabalhos em campo reduzido, com um treino de dois toques, sem a presença dos goleiros. Uma atividade que não durou nem dez minutos. Ao final dela, Felipão pediu que os jogadores tirassem os coletes e voltou à formação convencional, entregando aos verdadeiros reservas coletes de outra cor, vermelha. A única novidade em relação à vitória sobre o Chile foi a entrada de Paulinho no lugar de Luiz Gustavo, que não poderá enfrentar a Colômbia por estar suspenso.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Antes do trabalho tático, treinador brasileiro redistribuiu os coletes (de outra cor) e voltou à formação convencional

Júlio César; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Fernandinho, Paulinho e Oscar; Hulk, Fred e Neymar formaram a escalação inicial na primeira metade do treino tático, que terminou sem gol. O atacante Neymar, que se reapresentou na segunda-feira com dores na coxa esquerda e no joelho direito, atuou normalmente, sem qualquer restrição, conforme havia previsto o chefe do departamento médico, José Luiz Runco, na véspera.

 

No intervalo, Felipão sacou o lateral direito Daniel Alves e o atacante Fred para testar Maicon e Henrique – o zagueiro atuou pouco à frente da defesa, muitas vezes como primeiro volante, dando liberdade maior para Fernandinho avançar. Com essa formação, o time de cima logo foi vazado. Após um recuo mal feito para Júlio César, o atacante Jô driblou o goleiro e abriu o placar.

Os titulares desperdiçaram duas boas chances de empatar, uma em chute de Hulk na trave e outra em que Neymar finalizou em cima do goleiro Jefferson. Para piorar, o lateral esquerdo Marcelo saiu de campo provavelmente com dores, subindo ao interior do CT na companhia do médico Rodrigo Lasmar. Com um a menos, Felipão inicialmente só trocou Hulk por Ramires, mas, na sequência, tirou Maxwell da reserva para a lateral esquerda titular.

Foi invertendo a desvantagem, então, que a equipe principal melhorou. Em um minuto, virou o placar, com dois gols de Paulinho. O preparador físico Anselmo Sbragia foi improvisado no lado esquerdo da equipe de baixo, mas Ramires ainda ampliou a vantagem para o time titular. Uma última oportunidade desperdiçada por Neymar, que tentou encobrir Jefferson, marcou o final do primeiro e penúltimo treino tático da Seleção antes da partida das quartas de final do Mundial, marcada para 17 horas (de Brasília) de sexta-feira, em Fortaleza.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.